Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



"Meritocracia",esse bicho.

por O 6º Violino, em 31.07.15

meritocracia-charge.jpg

"me·ri·to·cra·ci·a me·ri·to·cra·ci·a
(mérito + -cracia)
substantivo feminino

1. [Sociologia] [Sociologia] Forma de liderança que se baseia no mérito, nas capacidades e nas realizações alcançadas, em detrimento da posição social.

2. Sistema social onde se pratica esse tipo de liderança.

3. Grupo de líderes pertencentes a esse sistema.


"meritocracia", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/meritocracia [consultado em 31-07-2015]."
 
A chamada meritocracia tem sido uma bandeira da actual Direção do Sporting. Sempre fui a favor de tal conceito.
Analisemos então as contratações da temporada 2014/15 e seus "méritos":
 
1-Paulo Oliveira. Tem praticamente assegurada a titularidade em 2015/16.
2-Simeon Slavchev. Tem praticamente assegurada segunda saída em 12 meses.
3-Oriol Rosell. Mais uma temporada em que não terá espaço para jogar. Para sair.(?)
4-André Geraldes. Cedric, Miguel Lopes, Esgaio e agora João Pereira, sempre à sua frente. Já foi.
5-Junya Tanaka. O simpático nipónico terá de rumar a outras paragens.
6-Ryan Gauld. Mais uma temporada na B ou noutro Clube. Para mini-Messi....
7-Naby Sarr. Espécie de futebolista. Já foi.
8-Jonathan Silva. Mais uma temporada à sombra de Jefferson, partindo do principio que este permanece.
9-Hadi Sacko. Bom reforço para a equipa B, dificilmente passará disso.
10-Jorge Santos. O "Gazela" que terminou a temporada no Salgueiros 08. Sem mais comentários...
11-Ewerton. Chegou lesionado. Impôs-se no final da temporada. Novamente lesionado e não começará a temporada no onze.
12-Nani. Já se sabia que não vinha para ficar.
 
Temos então, para começar, que das 12 contratações da temporada passada, apenas Paulo Oliveira parte na condição de titular indiscutível em 2015/16.
Sintomático quanto aos "méritos" das escolhas. Responsáveis, ao que parece, não existem. O anterior Director Desportivo, Augusto Inácio, foi afastado por Jorge Jesus, mas depressa lhe arranjaram um cargo (que não quero chamar "tacho") fora da estrutura, privado de qualquer contacto com a mesma. Director de Relações Internacionais é prémio para o bom desempenho?
Ou não foi o único responsável, e há mais, mas que não assumem?
Por outro lado, foi esta a matéria prima "oferecida" a Marco Silva. Foram escolhas suas, e como tal teve o prémio de ser "despedido por justa causa"?
Ou a "meritocracia" é mais uma palavra atirada para o ar como o "salvamento" (parte V) do Sporting?
 
Em conclusão, "o meu mérito é estar acima de tudo."
SL
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:34


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D