Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A explicação é simples

por Trinco, em 12.10.18

abc-928383_960_720.jpg

 

Há muito que não escrevo! Há muito que reservo as minhas opiniões para um circulo extremamente restrito de pessoas. Há muito que me venho afastando duma vertente mais activa de participação na vida do Clube.

 

Na realidade, desde as eleições de 2017 e consequentes meses, que me venho afastando por começar a ter dificuldades de encontrar no Clube os identificadores em que me revia.

 

Não votei. Também não escolheria o candidato Varandas como presidente. Foi eleito, é o presidente!

 

No entanto o silencio e o afastamento não impede que, de vez em quando, me "caírem no colo" algumas teorias conspirativas de um passado recente, alimentadas em revanchismos. Umas, admito, conseguem ter um fluxo de racionalidade e linha de possibilidade, outras são um espernear absurdo dos que perderam o seu confortável chão.

 

E com essas, algumas, que outras de tão disparatadas são imediatamente arquivadas no lixo, tenho alguma dificuldade em deixá-las sem resposta. Mesmo que me faça vir esclarecer e "defender" uma MAG que me deixou muito mal impressionado com a sua ineptidão de 5 anos.

 

É o caso duma teoria de golpada nos estatutos, trazidas à luz por um ex-comentador da Sporting TV num blog que me inibo de nomear e que tem vindo a ser reproduzido em partilhas por muitos dos le(t)ais com o alarmante "Os sócios precisam de explicações!".

 

Ora segundo este ex-comentador da Sporting TV, teria havido uma alteração estatutária martelada, que exigiria explicação da anterior MAG, sobre os prorrogação de prazos. Alega ele que houve alteração da redacção do artigo 66º de modo a "auxiliar" o novo Conselho Directivo.

 

Dá como exemplo o que foi apresentado aos sócios na AG de 17 de Fevereiro para informar que afinal alteraram a referencia dos artigos mencionados, para outros mais convenientes (é esta a expressão utilizada), documentando profusamente a teoria, o que leva aos incautos a assumirem-na como real.

art67.png

 Acontece que, a própria proposta incorria no erro na menção dos ditos artigos. A redacção que constava nos estatutos em vigor à data da AG para alteração dos mesmos era:

Imagem 001 (1).png

Número 1 do artigo 31º e número 1 do artigo 34º.

 

E o que consta actualmente dos estatutos? Isto:

 

Imagem 002.png

Mas porque é que menciona então artigos diferentes? Porque houve a introdução do artigo 25º - Prémios e galardões Honoris Sporting que obrigou ao óbvio acerto na consolidação dos estatutos. Simples e nada conspirativo nem a necessitar de alarmante justificação. Convém é saber do que se fala!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:01


13 comentários

De comentador desportivo a 12.10.2018 às 14:20

"Na realidade, desde as eleições de 2017 e consequentes meses, que me venho afastando por começar a ter dificuldades de encontrar no Clube os identificadores em que me revia."


Diria que qualquer sportinguista que não fizesse parte de "seitas", se foi afastando do clube desde as eleições de á cinco anos, por não se rever naquilo em que estavam a transformar o clube.


comentador desportivo

De Trinco a 12.10.2018 às 14:26

Obviamente que sim. Mas até ao momento referido ainda conseguia ir tendo forças para em "enganar" em manter a participação activa. Depois das eleições (e terá tido menos a ver com o resultado das ditas que com o que foi acontecendo nos meses seguintes em todo o "ecossistema" Sporting) percebi que me desgastava demais e que havia prioridades que não o estavam a ser por causa disso.

De comentador desportivo a 12.10.2018 às 14:33

Em relação á teoria conspirativa, relembrar que a seita que assaltou o clube á cinco anos ainda não foi "desmantelada", e um dos modus operandis que utilizou durante anos foi precisamente o de levantar suspeições, construir narrativas que se adaptassem aos seus interesses.



comentador desportivo

De Sempre atento a 12.10.2018 às 16:08

Se estava afastado, deveria ter continuado, em vez de vir escrever disparates. O pior cego é mesmo o que não quer ver. Mas, ao mesmo tempo, vai dar-me um gozo danado, ver este tipo de pessoas dos “achismos” e das certezas absolutas, darem um tombo a todo o tamanho!

Agora mantenha o comentário, se for homem!

https://www.bancodesuplentes.com/2018/10/10/os-socios-precisam-de-explicacoes/

De Trinco a 13.10.2018 às 07:43

O pior cego é o que não quer ver os factos e não percebe o que é uma consolidação de estatutos. Não percebe que se em algum ponto, por incompetência eles começaram a ter "ligações interrompidas", também em algum ponto eles teriam que ser consolidados de maneira a fazer sentido e repor essas mesmas ligações. Foi isso que foi feito.
E não é achismo, sendo que certeza, com factos, acaba por ter que ser mesmo absoluta. Ou é ou não é, E neste caso é. É algo normal, legitimo e necessário ainda que tardio. É a reposição da coerência dos estatutos interrompida pela inépcia de múltiplas alterações em cima do joelho, ainda que demasiado tardia.

Ah! E estou perfeitamente tranquilo com a minha masculinidade, sendo que ela não depende da aprovação ou não de um comentário

De comentador desportivo a 13.10.2018 às 16:07

Como eu escrevi no comentário acima,
"relembrar que a seita que assaltou o clube á cinco anos ainda não foi "desmantelada"

eles "andem aí"

De José a 12.10.2018 às 16:46

Essa proposta que falas é a de 2015 e misturaste com a de 2018!

E conseguiste justificar algo único! Então o 31 anda 1 para a frente mas o 34 anda 1 para trás? explica lá como que isso acontece com justificação que deste? Ao menos deste-te ao trabalho de verificar o que é que o 31 e o 34 eram em 2015? Olha que não parece...

E depois são outros que tentam enganar os incautos?

De Trinco a 13.10.2018 às 07:56

A proposta que lá está é a de 2018. Aliás, é a mesma exacta imagem que o autor do dilacerante pedido de explicações, usou para documentar a mesma.
E sim, os artigos mudam porque finalmente houve uma consolidação do texto dos estatutos de maneira a repor a coerência formal do mesmo, Coerência que foi destruída por múltiplas alterações feitas em cima do joelho, e diferidamente escrituradas causando um caos de dúvida entre o que estava ou não em vigor.
Conforme foi escrito neste blog, em 29 de maio de 2017, as alterações andaram meses para ser escrituradas. Nessa data, a última alteração escriturada era a alteração aprovada em Junho de 2014, sendo que o texto no site, raramente andou a par.
Na realidade, o artigo em causa sobre a prorrogação de prazos, antes da trapalhada promovida pelos antigos Orgãos Sociais (todos) sempre reportou coerentemente para as alíneas dos pontos da apresentação de orçamento e Relatório e Contas. Agora foi reposta a coerência. Não entender isto é fruto de alguma dificuldade cognitiva ou de alguma dificuldade de carácter.

De José a 13.10.2018 às 22:53

Meu caro Trinco o texto desde 2011 até 2015 fazia referencia ao 31 (Orçamento) e 34(Membros dos órgão sociais). Estão duas escrituras efectuadas com texto desse artigo a remeter para esses dois artigos.

Em 2015 a única alteração que foi feita no artigo da prorrogação foi alterar o 31 para 32 e o 34 para 35!

Por lei, não podes fazer alterações de remissões em estatutos sem apresentares uma proposta aceite em AG! Não foi isso que aconteceu em 17 de Fevereiro de 2018 e assim sendo, isto não é consolidar, porque a remissão aprovada e em vigor é para o Nº 1 do Artigo do Orçamento e do numero 1 do Artigo dos Membros dos órgãos Sociais.

Qualquer alteração à remissão feita no artigo 65 tem de ser aprovada em AG!

Podes ir verificar no Min Justiça o que foi escriturado em 2011, no tempo do Godinho e do Barroso!



De Trinco a 14.10.2018 às 07:27

O que sei é que em julho de 2011, nas últimas alterações estatutárias antes dos anteriores OS, o artigo, 68º na altura mudou de redação substituindo o "...proclamação dos eleitos" para "...tomada de posse dos eleitos", mantendo a referencia lógica e coerente aos artigos correspondentes sobre a apresentação de Orçamento e Relatório e Contas. Na mesma altura o artigo "baixou" a 66º pela eliminação do 25º e 26º
Depois disso, as trapalhadas estatutárias feitas com os pés foram mais que muitas
Em 2015 alterou-se o 31 para 32 e o 34 para 33 ainda que a proposta apresente no destacável do Jornal Sporting referisse 35, o que obviamente não fazia sentido e terá sido assinalado em tempo na AG, teno sido aprovado com a redacção correcta que o remetesse para os artigos que faziam coerentemente sentido. Sobre o a apresentação do Orçamento e sobre o Relatório e Contas.
Mas acima de tudo está o principio da urgência da explicação com matizes conspirativas sobre uma coisa que só faz sentido como está. Falar de prorrogação de prazos a reportar a prazos de apresentação de documentos e não a outra qualquer coisa que nenhum sentido faz.
Isto, independentemente de, pessoalmente achar que ambos os documentos deveriam ser apresentados o quanto antes!

De Anónimo a 14.10.2018 às 18:17

São os maiores os croquetes a comentar os estatutos já quanto a títulos 2 em 36 anos , 11x em 4º lugar e um Pé Zero a treinador continuem assim .

De Trinco a 14.10.2018 às 18:42

Tudo a ver. Absolutamente tudo a ver...Principalmente a nomenclatura que me quer colar. Resvala. Resvala no meu passado.
Mas já agora falar em 36 anos e em croquetes demonstra um conhecimento anormal do Clube. Sendo que o projecto Roquette, aquele que se associa ao epitome "croquete" começa em 95/96 e termina em 12/13 o que no limite é metade do prazo referido. E aí foram além do desastroso 7º lugar,4 4ºs, 3 3ºs, 5 2ºs e 2 1ºs. longe dos 11 4ºs...convenha-se. Como longe dos 0 campeonatos desde 2013...

De comentador desportivo a 17.10.2018 às 13:50

Eles andem aí

Lembram-se do que todos os SPORTINGUISTAS informados diziam sobre a "tropa" que patrulhava a internet com nicks falsos, para parecer que eram muitos,a inventar narrativas, a levantar suspeições, etc ? Pois é, agora sabemos que essa "tropa" foi presenteada com contratos longos.

"Luís Paixão Martins, consultor de comunicação e relações públicas, que apoiou, enquanto adepto, Frederico Varandas nas eleições do Sporting, explica nas redes sociais que os contratos assinados por Bruno de Carvalho na área da comunicação mantêm-se em vigor e revela mesmo os valores.

"Quando era consultor de Comunicação fui convidado, mais do que uma vez, para colaborar com o Sporting. Neguei sempre essa possibilidade por duas razões: primeiro, porque queria continuar a viver o meu clube na parte lúdica da vida; depois porque achava que o Sporting era muitíssimo mal gerido.
Em contrapartida, aceitei colaborar com o FC Porto, uma instituição organizada, com os objetivos e a liderança bem definidos e onde o amadorismo dirigente não entrava.

Desde que Frederico Varandas, candidato que apoiei, tomou posse como dirigente do Sporting que tenho sido apontado, sobretudo pelos atrasados que continuam a aclamar Bruno de Carvalho como presidente, como 'diretor de Comunicação' e afins do meu clube. Houve mesmo um blogue, animado por um cobarde anónimo ligado à empresa que continua a ser um dos principais fornecedores de serviços de Comunicação do Sporting, que escreveu que obtive um negócio de '2,3M a 3M de euros' com o meu clube.

Ora, para evitar este tipo de especulação - que faz com que haja mesmo jornalistas a contactarem-me para que que eu confirme o que se passa ou deixa de passar no Sporting - venho esclarecer o seguinte:
O Sporting tem 2 grandes fornecedores de serviços de Comunicação (o resto são migalhas...). Ambos foram escolhidos por Bruno de Carvalho e ambos têm contrato de prestação de serviços a longo prazo assinados por Bruno de Carvalho. Nada disso mudou com a gerência transitória da equipa de Sousa Cintra e nada disso mudou com a gerência eleita de Frederico Varandas.

O fornecedor da Sporting TV, com um contrato que vale 2M€ por ano, continua a ser o mesmo de Bruno de Carvalho. O fornecedor dos restantes Media próprios do Sporting (jornal, digital, etc., incluindo o cobarde anónimo do Mister do Café), com um contrato que vale 700m€ por ano, continua a ser o mesmo de Bruno de Carvalho.

É assim e assim continuará a ser por muito tempo em resultado dos contratos deixados por Bruno de Carvalho."

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D