Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O orçamento do Bruno

por Trinco, em 24.06.17

PedirorC3A7amentogrC3A1tis.jpg

 

 

Ontem, perante 120 sócios, um numero que não preencheria metade do auditório Artur Agostinho (algo que nunca vi em anos de AG's realizadas lá) e em que desses 120, mais de 15% seriam dos órgãos sociais (até 10 seriam do CD, 5 da MAG e 7 do CFeD), e isto sem contar os Conselheiros Leoninos, no meio de algum secretismo, opacidade e muita falta de informação foram apresentados as contas (consolidadas) e o orçamento para a época 2017/2018.

 

Falta de informação que se mantém hoje, sem que, quer o orçamento (que tradicionalmente era publicado como proposta do CD à AG, aliás, como ainda no ano passado aconteceu) ou as contas (consolidadas) estejam disponíveis para os sócios.

 

Depois da habitual homilia, a saraivar para todo o lado, dada em directo na TV da coutada ao estilo sul-americano da "Hora do Presidente", quer contas (consolidadas), quer orçamento foram aprovadas quase dogmaticamente em estilo norte-coreano com 99.1% dos votos e sem grande discussão.

 

No orçamento aprovado, alguns dados ressaltam.

 

O aumento da quotização para €9M, assim mesmo, número certinho a passar a mensagem de número alvitrado sem grande trabalho de calculo. E nem coloco em causa a execução do mesmo. Felizmente neste âmbito, os orçamentos têm sido executados.

 

Uma estranha redução dos rendimentos com as inscrições nas modalidades (menos 7.4%), parcela sempre crescente e ancora dos orçamentos do Clube

 

Um assustador aumento de 401.3% nos ganhos com Bilheteira e bilhetes de época. E é assustador pois é um esforço que recairá totalmente nos sócios e adeptos. Assuma-se 4 modalidades seniores (aquelas onde se cobra bilhética), Andebol, Futsal, Hóquei e o reactivado Voleibol, Admitam-se que cada uma faça 24 jogos em casa, Cobrando um valor de 4€, em linha com o que é habitual aos sócios e valor que não vejo contexto para aumentar, teríamos que ter assistências consistentes de perto de 2.000 pessoas (2/3 do novo Pavilhão), algo que me parece difícil, mesmo nas novas circunstancias. Principalmente quando verificamos assistências regulares que não chegam aos 1.000 (e sim, estou a ser extremamente benévolo)

 

Mais um estrondoso aumento no valor de honorários (mais 29%) atingindo agora uns surpreendentes €8.389M que significa um aumento de 400% relativamente ao 1º proposto por este CD, aprovado no pressuposto do rigor e sustentabilidade financeira e na certeza que os rivais fariam o mesmo. Aliás. esta proposta é quase 300% acima do ultimo orçamento aprovado pelo anterior CD, que foi apontado como despesista e irrealista pelo então proto-candidato. Ainda assim, mesmo considerando exagerado, não consigo discordar em teoria deste tipo de aposta. Aplicar recursos na vertente desportiva coloca o Clube mais próximo da vitória e por consequência do crescimento. O problema é mesmo a aplicação do dinheiro, sem qualquer planeamento e política desportiva a prazo. O projecto passa apenas e só por ganhar já.

 

Para isto tudo, já foram preventivamente responsabilizados os sócios pela desgraça que recairá sobre o Clube caso os valores não se cumpram.

 

Mesmo que no meio, os gastos com pessoal (não, não é o que se paga a jogadores mas o que está essencialmente apontado às estruturas comuns) aumente 55.9% para uns €1.08M de antigamente e os gastos com rendas e alugueres, mesmo com o novo Pavilhão aumentam 146.1% para €541k.

 

Antes do fim da AG, o presidente do CD declara que "A família precisa de mim", levanta-se e sai.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:18

O Pavilhão do Bruno

por Lizardo, em 22.06.17

Ontem foi a primeira inauguração do Pavilhão, num conjunto de três cerimónias já agendadas. A felicidade de todos os Sócios e Adeptos com a construção de tão nobre e fundamental obra é evidente. O Sporting não podia continuar a viver sem a sua casa para as modalidades. Era totalmente contranatura continuar as romarias para Loures ou Odivelas, Casal Vistoso ou Rio Maior, entre outros Pavilhões espalhados pela região.



Ontem, como bem disse Margarida Rocha, fechou-se o ciclo das grandes obras de modernização do Sporting do século XXI. Um Estádio, uma Academia e agora a casa que imortaliza o já imortal Presidente João Rocha.



O dia de ontem tinha tudo para ser histórico. Um dia desejado por tantos, um dia que deveria ser aberto a todos os Sócios e Adeptos, com um programa pensado para os que há mais de 10 anos fazem quilómetros para ver as modalidades fora de Alvalade. Mas não, uma vez mais, o foco foi o Presidente Bruno de Carvalho.



Para lá do erro da data e da hora, uma quarta-feira, em simultâneo com o jogo da Seleção Nacional e a poucas horas de um importante jogo do Futsal, revela que estratégia e visão, são termos e processos que escasseiam.


Depois o palco e o tempo oferecido a Bruno. Bruno discursou na rua, Bruno leu e releu a sua frase na Estátua do Leão vezes sem conta, Bruno entrou no Pavilhão como uma estrela de rock, Bruno foi o Presidente, Bruno foi o Anfitrião, Bruno foi a imagem de todos os atletas do passado, do presente e do futuro. Bruno foi o foco, o tempo de antena, a voz, Bruno foi o rei das selfies e dos abraços. Sempre com os mesmos, com as mesmas caras, com os mesmos que até já têm palco em programas da Sporting Tv ou que têm um “emprego” no Sporting.

 

Não posso deixar de sublinhar a mentira de Bruno sobre o nome do Pavilhão. Não, não foi o Bruno que sugeriu o nome João Rocha. Não!!. Foi aprovado e deliberado a 30 de Setembro de 2012, numa Assembleia Geral no Multiusos de Alvalade, apresentado pela Direção em funções à data. Felizmente foi rapidamente desmentido pela filha de João Rocha.

 

Mas a mentira não acabou aqui. As palavras oferecidas ao falecido Sócio Vitor Araújo são de um aproveitamento sem sentido. “Amigo”, “Muitos jogos ao seu lado”, “com o meu pai e meus irmão, juntos, vimos muitos jogos”. Quem marcou e marca presença nos Pavilhões sabe que tudo isto é treta. Pura treta. Bruno há dez anos, nem as quotas tinha em dia, quanto mais dedicar-se a assistir a jogos das modalidades. Mas vale tudo!


Bruno tem um evidente complexo de inferioridade. Precisa de palco, precisa de espaço mediático, precisa ser notícia, pois só Ele sabe a dimensão da mentira que nos conta há muitos anos. Precisa de palco pois não temos títulos, não temos saúde financeira, somos cada vez mais irrelevantes no panorama desportivo.



Estes quatro anos têm sido uma mentira constante.



Ontem os Sócios ficaram de fora, os Adeptos não foram convocados, o Pavilhão não estava cheio, foi uma festa para amigos e alinhados, longe dos tempos onde o Sporting era para todos.



O que se assistiu ontem foi um deplorável espetáculo. Salva-se a obra, obrigado a todos os que desde os primeiros momentos lutaram e reuniram com a autarquia lisboeta, a todos os que criaram as fundações e as bases necessárias da obra. Bruno tem o mérito de ter continuado e ter dado vida ao Pavilhão. Sobre isso não há dúvida, mas ficaria muito bem não esquecer que há muitos anos, várias direções já trabalharam e muito para que este sonho fosse possível. A esses nem uma palavra.


Este Sporting que não reconhece o seu passado e que só se valoriza com o seu presente, mesmo sem nada ganhar, mesmo vendo abalar os seus principais ativos, sejam eles funcionários ou atletas, não pode ter grande futuro.

 


Salva-se quem entende e vive realmente os valores do Sporting

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:03

Merdas

por Lizardo, em 02.03.17

688924-7.jpg

 

 

Pois é, tenho feito um esforço para que neste período eleitoral o ruído fosse o menor possível e que existisse o maior dos focos no que realmente interessa: O Sporting, o seu presente e o seu futuro.

Infelizmente, não se debateu rigorosamente nada sobre qualquer assunto pertinente e fraturante. Seja qual dos candidatos o vencedor no próximo dia quatro, o Sporting já perdeu.

Mas se o nível baixo e até o ridículo não é de todo surpresa, afinal, foi esse o nível dos últimos quatro anos, não posso deixar de assumir a minha surpresa em relação à forma como a plateia leonina reagiu, catalogou, apontou e caluniou os seus pares, Adeptos e Sócios do Sporting Clube de Portugal.

E é sobre essa surpresa, sobre factos, atos, comportamentos e vários episódios que nasce o texto de hoje e a necessidade de o escrever a poucas horas das eleições.


Ora vejamos, quem presta no Sporting?

O Presidente é uma merda, dizem os opositores. Com a merda do atual Presidente existe uma pocilga de gente que chafurda diariamente, desde rapazes e outros yes mans que por lá ganham uns tostões para meter comida na mesa. Curioso que desta merda de gente há quem tenha moral desmedida nas redes sociais a defender esta merda de presente, mas depois de tornados públicos os Cadernos Eleitorais, pufff, que merda, a grande maioria desta merda de gente ou não existe ou não é Sócio. E um dia aqui faremos essa análise sobre essa merdice.

Por outro lado há os merdas do Pedro Madeira. Pedro Madeira é uma merda. Impreparado, aventureiro, com uma campanha pior que as maiores merdas de sempre, com uma lista plena de merdas que foram merdas bem próximas do Presidente de merda atual. O Mandatário da campanha é uma merda sem explicação, o seu Programa uma merda sem sentido e para cúmulo das merdas todas que já aconteceram, Pedro Madeira, o merdas, foi buscar um Boloni que é uma valente merda e um treinador que foi uma merda por todo o lado onde passou. Não há merda que se aproveite, a começar no apoio do Severino e a acabar na merda de debate que fez na Sporting TV.

Sporting TV essa que é uma merda sem precedentes. Nunca se viu merda tão amadora e tão dominada pela merda do sistema do Carvalho. Um só debate, que foi uma merda, com um conteúdo de merda, uma moderação merdosa e sem retorno algum. Mas a maior merda de todas foi o constante tempo de antena oferecido ao atual Presidente de merda, todos os seus discursos mereceram um direto, já o merdas do Madeira nem vê-lo ou ouvi-lo. Uma merda isto tudo.

 

Entre tanta merda, a merda do vídeo do Ricciardi e do Sikander, dois merdas que estão na merdosa Comissão de Honra do Presidente de merda e nas Listas para a merda do Conselho Leonino, um ninho de merdosos croquetes que voltam à merda de ontem sempre quiseram estar apesar de andarem constantemente a cuspir no prato/croquete que comeram.

 

Entre tanta merda de gente e de episódios não é de estranhar a nossa classificação de merda, não é de estranhar que existam muitas dúbias e complicadas dúvidas nas nossas contas, que a merda das despesas subiu para valores de gritar “que merda é esta?”.

Éisto, na merda, estamos na merda. Por muito que nos custe a assumir, é este o nosso estado atual. Fui, Sou e Sempre serei do Grande Sporting Clube de Portugal. Já superámos tantas tempestades, não serão uns merdas e mais uns episódios de merda que nos vão diminuir. Estamos doentes, feridos com gravidade, hipnotizados, crentes nas impossibilidades que se prometem.

Com tanta merda extra-Sporting nas nossas vidas, são as merdas do Sporting que nos custam mais. Porque o Sporting é nosso, pelo menos enquanto o verdadeiro Governo Sombra não conseguir levar avante a golpada que tem desenhada para o nosso grande amor.

Merda pá!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:31

De pinote

por O 6º Violino, em 01.03.17

17016004_10212354459002523_6831459306894876414_o.j

Quiz das cinzas

 

É este o rapaz que frequentava reuniões da oposição no restaurante Império até lhe ser oferecido um cargo remunerado, primeiro na Sporting TV e depois na TVI?

É este rapaz que acha que as Assembleias Gerais nada valem, e depois desafia os outros a expressarem-se nas mesmas?

Quo vadis, Sporting?

 

SL

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:47

Sporting Clube de Bipolares

por Lizardo, em 28.12.16

bipolar.jpg

 

 

Ontem, como muito bem afirmou o nosso Presidente Bruno de Carvalho, começou a corrida eleitoral no Sporting.

Pedro Madeira Rodrigues foi o primeiro e até ao momento o único candidato a apresentar a sua disponibilidade para discutir o Clube, a SAD, o passado e o presente, e como é lógico, o futuro do nosso centenário Sporting.

Bruno de Carvalho, num estilo politicamente correto, e que muito prezo, disponibilizou-se a ceder tudo o que seja pedido para uma discussão correta, este é já um indicador sério que aceitará o pedido de auditoria de gestão pedida por Paiva dos Santos. Afinal a transparência que se apregoa revela-se neste tipo de atitudes, e se sobre a auditoria não temos para já novidades, não tenho dúvidas, depois do discurso de bom samaritano de ontem, que será com toda a certeza para avançar.

Nas redes sociais, os mais jovens sócios e adeptos, dividem-se. Uns aplaudem o pluralismo e o necessário debate, outros, não estão disponíveis para ouvir, estão cegamente com Bruno de Carvalho e ofendem, deturpam, difamam, sejam os candidatos, os seus apoiantes ou simples Sócios que de forma corajosa desde o primeiro dia se revelaram contra a gestão corrente e o comportamento do Presidente.


Estas eleições vão ser diferentes. Adivinha-se climas de baixo nível e de suspeições sem sentido, de avaliações de carácter e acima de tudo, de muito lavar de roupa suja entre antigos apoiantes de Bruno de Carvalho que agora apoiam outros candidatos.

Ontem no Radisson muitos foram os antigos membros da atual direção que marcaram presença no apoio a Pedro Madeira Rodrigues.

Ontem, que fique claro, foi somente uma “cerimónia” de apresentação de disponibilidade e apresentação de candidato. Não existia nem podia existir a obrigatoriedade de apresentar propostas, nomes, caminhos.


Pedro Madeira teve a coragem de sozinho avançar e dar o corpo às balas. Com tempo saberemos e iremos tomar conhecimento da sua equipa e das suas ideias para o Sporting. E é isso que mais ambicionamos agora, conhecer caminhos e propostas, ponderar e saber escolher o que poderá ser melhor para o nosso Sporting.

O que é triste e muito frustrante em tudo isto é a iliteracia dominante, a falta de respeito entre pares, o ataque vil e baixo entre adeptos e sócios. O Sporting foi sempre muito maior que tudo isto e merece outro tipo de comportamento da sua massa associativa.

As redes sociais estão minadas de páginas falsas e perfis ocultos que de forma lírica tentam ofender e difamar Sportinguistas. A Policia Judiciária e o Ministério Publico, segundo consta, estão já no terreno, e talvez muitas sejam as surpresas de alguns nomes que possam surgir sobre os “obreiros” deste tipo de páginas e blogs.

Sobre a hipotética não recandidatura de Bruno de Carvalho, não passa de um mau argumento de um mau filme com péssimos atores. Bruno será obviamente candidato, e está sim com dificuldades em garantir apoios. Se por um lado Carlos Vieira pode estar de saída, e tendo sido quase publico a nega de Paulo Andrade para esse cargo, parece certo que Dias Ferreira será o substituto Bacelar Gouveia.

O Conselho Leonino está em pé de guerra, como sempre. E na minha modesta opinião, o problema não é o Orgão em Si, mas sim as pessoas que se nomeiam para ganhar votos e não para intercederem de forma consultiva durante quatro anos de mandato. Com interesses instalados não há baile que dê boa dança!

Em suma, ainda estamos no prólogo, o mês de Janeiro será complicado em termos desportivos, mas juntos queremos continuar a acreditar que será possível vencer este campeonato. Queremos também acreditar que estas eleições não serão manchadas com ocorrências e casos de polícia, comissões de A ou B, desvios e abusos de confiança, bem como, com ataques pessoais e ameaças a quem tem opiniões diferentes. O Sporting é muito grande, desde 1906, e isso é um exercício temporal que muito jovem deve e tem a obrigatoriedade de fazer.

Venham de lá esses candidatos, queremos discutir Sporting, queremos todos o melhor para o Sporting, queremos o melhor Sporting.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:08

15326576_10211852713901207_215524173974588613_n.jp Criticar o Carvalhismo tem valido aos mais diversos Sócios e Adeptos a maior perseguição que alguma vez existiu no Sporting. Nunca o Clube esteve tão dividido como agora, com os que adoram e idolatram de forma cega, e os outros, que não se identificam com a forma, tom, compadrios e outras ofertas de emprego para jovens que transitam de Fundações ou de empresas de Parquets para cargos na SAD ou outros no Clube. A sorte neste caso, não protegeu os audazes, mas sim os incapazes. E estes quatro anos de Carvalhismo têm provado isso mesmo. Os Sócios foram processados por ter opinião. Os Sócios foram citados e incitados à perseguição em Assembleias Gerais. Os Sócios foram apelidados de Ratos, Sombras, Híbridos, Escroques, Lambuças, Croquetes, entre tantos outros doces saídos da boca, imagine-se, do Presidente do Sporting Clube de Portugal. Com o aproximar das eleições, com o caos instalado, com o perder de forma constante processos em tribunal, perder dentro do campo, perder nas modalidade, perder, sistematicamente a perder, menos o Presidente e os funcionários, que vão sendo remunerados, aumentados e alguns até com retroativos. Coisa fina hoje em dia num país em crise. Mas há limites. Todos já vimos a nossa vida devassada. Todos já vimos fotos nossas em blogs, páginas nas redes sociais. Todos já vimos fotos das nossas famílias, de amigos por tantos espaços. Já assistimos inclusive a tentativas de difamação, argumentando que a pessoa X se relaciona com a pessoa Y, logo é um traidor, um malfeitor, e alguns destes até são antigos funcionários do Sporting ou da Young Network que saíram por não se identificarem com o estilo e o amadorismo residente. Agora são inimigos, pois claro. Mas volto ao “Há limites”. Ora todos conhecemos André Geraldes, um rapazola meio corcunda, que de Sporting sabe mais que os fundadores. Um iluminado que passou de Oficial de Ligação aos Adeptos para um cargo melhor, mais elitista, está agora responsável pelo Gabinete de Apoio ao futebol profissional. E que bem tem desempenhado essa função, a esposa de Brian Ruiz que o diga. Mas sobre Geraldes, que tem como camaradas de armas um conjunto de “gaiatos” com pouco pelo na venta, alguns antigos transportadores de bilhas de gaz e outros que até têm espaço de antena no nosso Canal de TV, tem por hábito “armar-se em espigadote”, esquecendo o cargo que ocupa, no Clube que lhe paga, na responsabilidade que deveria ter. Ora vejam bem esta troca de palavras entre um Sócio na rede social, nada que nos espante, mas questiono: Não deveria ser questionado André Geraldes sobre este comportamento? Tem condições para continuar a desempenhar as suas funções num Clube que tem presente valores e uma missão social e de educação tão vincada? Nem Rambo, nem Hercules, nem Belarmino, é mesmo o Geraldes a ser Brunete!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:02

Toca a reunir do Carvalho

por Lizardo, em 02.11.16

poetas-do-mundo-inteiro-uni-vos-um-espectro-ronda-

 

 

Toca a reunir, que estamos cheios de medo!


É o que se pode resumir do comunicado mais vergonhoso, de todos os vergonhosos comunicados escritos pelo presidente Bruno de Carvalho.

 

Nas vésperas de um jogo importante em Dortmund, depois de uma sucessão de resultados e exibições negativas, nada melhor que escrever um conjunto de diabruras e apontar aos alvos do costume: Sportinguistas e rival Benfica.

Mas vamos analisar o que escreveu a criatura, muito provavelmente depois de jantar, e cheio de medo do que pode acontecer nos próximos dias.

“ERRO, COMETERAM MESMO UM ERRO!”

Escrito em caixa alta para começar a meter medo. Cão que ladra não morde, e como é disso exemplo e o Sporting está cheio de animais mansos, como o Ricardo Ribeiro, João Capitão, Batistas, Ferrões, Geraldes e outros amigos do amigo do Banco de Portugal e CEO da Young Network João Duarte. Falam muito, ameaçam, deturpam, mentem, apontam, criam histórias e ilusões, mas no fim de contas, não passam de uns rapazes que há uns anos transportavam bilhas de gaz e hoje têm ordenado pago pelo Sporting e até ganharam espaço mediático no Jornal e no nosso Canal de TV.

Prometi aos sportinguistas que não falava das eleições mas tenho de o fazer.

E escolho esta altura de propósito. Porque as coisas não estão como queríamos. São estes momentos difíceis que me motivam a querer, ainda mais, fazer sempre mais e melhor. É, confesso, quando as "lutas" me "sabem" melhor.

Meter a cabeça num buraco é apanágio dos fracos e o Leão é o Rei!”

 

Poderia ter acabado aqui a sua mensagem. Assumia os erros sucessivos, mas como bom populista que é, aproveita as asneiras que são da sua responsabilidade para ganhar ânimo para as combater. Truques antigos, mentes pequenas.

 

“Este é o tempo dos abutres virem a terreiro.
A esses, aqui em Alvalade, chamamos-lhes híbridos, pois algo que tenha asas não pode ser Leão a sério!”

 

“Híbridos”, um termo carinhoso, mais um, para catalogar e rotular Sportinguistas e Sócios que lhe vão pagando o ordenado, já com retroativos.

Mas pior, é ver tudo metido numa "panela de pressão" para ser "candidato" (falsos mitos, antigos dirigentes fraquinhos e despeitados por terem sido corridos - e não se leia antigos Presidentes - por serem pessoas que tinham tacho assegurado e lhes saiu o plano furado, especialistas em outdoors cobardes, panfletos sem rosto, páginas de facebook anónimas) patrocinado pelo Benfica!”

 

Aqui assistimos a um autorretrato do que é a sua pessoa e foi a sua campanha eleitoral, que nunca terminou, desde 2011 que anda à procura de tacho, pedindo para não o deixarem cair, escondido em perfis de facebook e blogs, todos com a conivência da comunicação do Sporting, que sim, estes sim, cobardes sem rosto e com clipping da Comunicação Sporting, vivem e atacam Sócios de forma cobarde.

 

“Por muito que custe a acreditar existe uma pequena franja, mas perigosa, de hibridos sportinguistas que vendem a alma ao diabo para vir tentar destruir tudo o que está a ser conquistado, com agendas próprias e telecomandados a partir de Carnide

É, no mínimo, assustador. Mas só se espanta quem não está cá dentro a viver o nosso Clube 24h por dia com amor e paixão. E vamos ver quem será o falso profeta angelical que vão escolher. A reunião da escolha deve ser no local do seu culto, em Carnide, e só está dependente de mais desaires da equipa por que eles rezam e anseiam. Uns porque são rivais e os outros porque não são do Sporting, são híbridos com alma de parasitas.”

 

A nova tática, esgotado o ataque a antigos dirigentes que saíram impunes e sem acusações da Auditoria, esgotado o ataque a Sócios e Jornalistas em tribunal onde não venceu um único processo, estamos agora a entrar na fase do desespero, onde os que têm opinião diferente ou se afirmam como oposição são do … Benfica. Que comédia, e isso eu valorizo, a comédia. É que nos dias de hoje ser palhaço e ter piada não é para qualquer um.

Existem 2 "Sportings" que nunca irão voltar a Alvalade - o dos "queridos" e o dos "telecomandados" pela 2ª circular.”

 

Sobre este ponto, e como é o Presidente sem medo, mesmo tendo já corrido com o Roseiro, que lhe escreveu o livro, seria interessante explicar e chamar à praça publica os nomes e os episódios que tenta acusar nesta frase. Ou será mais um número de circo? Cá para mim este é o Bruno no arame!

 

O Sporting Clube de Portugal tem um rumo traçado, um caminho escolhido, um projecto sólido e sério, uma saúde financeira sem paralelo em Portugal e, para vir alguém concorrer, não serão falsos mitos, falsos "anjos", telecomandados de Carnide que terão qualquer hipótese.

É que agora temos um Sporting Clube de Portugal forte, unido, confiante, com sócios e adeptos informados e assim muito mais capazes de entender o que se passa e de nunca mais "cair" nas falsas profecias que nos atrasaram décadas. E, claro, de entender esta manipulação constante com que se tenta minar o Universo Sportinguista.

O descaramento e desespero é tanto que a "candidatura da oposição" é anunciada na televisão pelos cães de fila do Benfica. Se não estivesse em causa o Sporting Clube de Portugal até era hilariante por ser tão patético e evidente. O anuncio, as mentiras ridículas...

Por mim, continuarei a fazer o meu trabalho, continuarei a servir e a honrar o grande amor da minha vida com todas as minhas forças. Sem ceder aos manipuladores de serviço que ganham a vida a debitar lixo e a tentar denegrir a imagem do Clube.

Respeitarei todos os que quiserem fazer o mesmo.

Agora falsos messias, mitos de pau carunchoso, antigos dirigentes que andaram por cá a arrastar-se e a viver à custa do Clube e, ainda por cima, não bastando tudo isto ainda serem telecomandados por Carnide?

Aqui esse tempo acabou. Saiam os híbridos cobardes da toca e que a "dream team" da manipulação de Carnide volte para a gaiola de onde saiu pois em Alvalade manda o Leão e por muito que vos doa o Grande Sporting Clube de Portugal está para ficar!

Se a minha "oposição", por desespero, já perdeu a vergonha e assumiu a sua "dependência vermelha" isto tornou-se muito mais interessante. Afinal vou fazer campanha, tirar ratos do porão é uma das coisas que gosto de fazer. Uma boa casa é e será sempre uma casa limpa.

Como ultima nota, depois de tantas noticias de "contestação" em Alvalade deve ter doído a tanta gente as mais de 1.000 pessoas que quiseram mostrar o seu apoio no Alentejo. Na inteligência está a justificação e na farmácia a solução para a dor.

Viva o Sporting Clube de Portugal!

 

E agora entramos no capítulo da repetição, “eles são do benfica”, Eles são isto, eles são carunchosos, eles são do Carnide, ratos, porão, gaiola, lixo, viver à conta do Clube, entre outros termos que ficam muito bem à imagem de um Presidente de um Clube Centenário.

Ai Bruno, que está louco, acobardado e aparvalhado. Quanto tempo faltará para pedires novamente para não te deixarem cair?

Como dizes e bem, deve doer assistir a cada vez mais contestação, a ver que internamente és cada vez mais uma criatura isolada, sem apoios, por todos bajulado pela frente e regurgitado pelas costas. É assim a vida, todos colhemos o que semeamos.

Não te desejo sucessos, pois o Sporting não terá sucessos contigo. O teu tempo está a terminar, e uma coisa concordo em absoluto contigo meu caro animador de redes sociais: Que venham de lá esses opositores, essas listas, essas ideias, e que se debata Sporting com a educação e os valores que estão intimamente ligados à nossa fundação e à nossa forma de estar no desporto.

Tu és reles. E a maioria já se afirma, não queremos um Clube reles, porque reles são os outros que apontas, e tu, bem Bruno, tu és muito parecido com os teus amigos do “Carnide”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:45

O Zé na TV

por O 6º Violino, em 21.10.16

cozinha-industrial-gde-mansmaq.jpg

Dei por mim a ver um excerto de um comentário de José Eduardo, que será tratado neste artigo apenas por "Zé", na Sporting TV sobre uma suposta "festa" feita por alguns árbitros aquando do terceiro golo do Vitória minhoto, há uns dias atrás....

Sendo mais curto do que grosso, e porque não me apetece falar muito no Zé, aqui ficam algumas considerações e questões:

O Zé já explicou porque o Sporting lhe pagou meio milhão de euros por um camião/cozinha?

O Zé, ao contrário do que "vende", teve alguma intervenção em alguma Assembleia Geral criticando a "geração Roquette"?

O Zé já disse quem é que o mandou falar sobre o Marco Silva? Porque não levou o Azevedo de Carvalho como sua testemunha?

O Zé já explicou porque é que o seu serviço nos bares de Alvalade é franquismo e um roubo?

O Zé já explicou como é que faz o pagamento aos vendedores dos "seus" produtos em dia de jogo?

O Zé enquanto jogador era um "cagão". Usava nos pulsos umas ligaduras ou pulsos elásticos, armado em campeão, sendo que a sua especialidade era "virar" adversários e partir pernas.

O Zé nunca passou de um fraco defesa direito. 

O Zé depois de se retirar, só serviu para o Sindicato, nada mais.

O Zé está para o futebol como a Maria Leal para a música.

O Zé sempre foi um vaidoso. O Zé sempre foi um arrogante. O Zé com o papelinho que andou a fazer no "processo Marco Silva" provou o que sempre foi. Uma merda de homem. O Zé tem tudo para acabar mal.

SL

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:46

Os "crimes"

por Trinco, em 17.06.16

William-J.H.-Boetcker.jpg

Toda esta história dos "oitenta milhões" mais as teorias da ironia, da moeda, do bailinho, etc, invariavelmente contrariadas pela realidade trouxeram-me à memória William J. H. Boetcker (1873–1962), lider religioso conservador, americano de origem alemã e tido por alguns como precursor dos "success coaches" actuais, conhecido essencialmente pelo panfleto "The Ten Cannots", mantra de muitos neo-liberais de agora, mas também pela lista dos "Seven National Crimes", possivelmente baseado nos sete pecados mortais e seguramente na realidade americana, que se cometidos levariam ao fim de tudo o que os Estados Unidos significariam.

 

Aplicando os mesmos ao contexto e realidade do Sporting, assusto-me de os ver a serem permanente e despudoradamente cometidos, por mais gente que o que seria razoável aceitar (tendo em conta a realidade nacional em que a sociedade hoje se insere), inclusive por insuspeitos seres pensantes, alguns dos quais, mesmo discordando, lhes reconhecia capacidade intelectual para defenderem coerentemente pontos de vista sem caírem na bardinice que se vai vendo.

 

Estes sete crimes são:

  • I don’t think (Eu não penso)
  • I don’t know (Eu não sei)
  • I don’t care (Eu não me interesso)
  • I am too busy (Estou demasiado ocupado)
  • I leave well enough alone (Deixemos as coisas como estão)
  • I have no time to read and find out (Não tenho tempo para ler ou pesqusar)
  • I am not interested (Não estou interessado)

 

E não há dia em que não veja exemplos destes "crimes" nas discussão sobre o Sporting. Todos os sete. No geral, aceita-se sem questionar a narrativa oficial e os ecos das teorias da da propaganda, acredita-se em vez de se saber, fala-se e escreve-se do que não se sabe, sem qualquer problema ou vontade de saber, replicam-se opiniões por conveniência intelectual e alivio de empenhamento, discute-se o acessório e o mensageiro, despreza-se o essencial e o conteúdo, não se lê nada até ao fim mas tomam a parte pelo todo, não se sabe nada, mas não se inibem de debitar cartilhas, não argumentam limitando-se a repetir opiniões alheias, usam o passado como bandeira para manter o estado das coisas, tudo fica pela rama e no fim, quando postos perante a realidade e os factos, pelos que ainda vão tendo paciência para os aturar, desaparecem, alegam falta de tempo ou afirmam a falta de interesse pois o que gostam é da "bola na rede".

 

Pessoalmente, este nível de relacionamento com o Clube, que apenas posso classificar de doentio e a roçar o cretino, pois o que se ama, cuida-se, e para cuidar é preciso ter interesse genuíno, real e permanente, já não me surpreende nem me causa grande reacção. O Clube já me proporcionou experiencias suficientes para me tornar quase indiferente a isso. O que não me cessa de espantar é a contaminação transversal e generalizada deste "way of being".

 

E perceber que foi exactamente esta linha de acção (ou inacção ao estilo de "laissez-faire, laissez-passer") dos sócios que permitiu o Clube chegar a 2013, vulnerável a este tipo de solução.

 

Fica a esperança na memória de uma citação contemporanea de Boetcker

 

You can fool some of the people all of the time, and all of the people some of the time, but you cannot fool all of the people all of the time.

(Consegues enganar algumas pessoas sempre e todas as pessoas por algum tempo, mas não consegues enganar todas as pessoas sempre)

 

Se bem que sobre isso, há outra lição que também este Clube me proporcionou que é que: "Pior é sempre possível"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43

Milhões

por Trinco, em 16.06.16

Euros.jpg

 

Depois dos €50M dos russos, dos €70M milhões dos americanos (cortesia do "representante da ONU" Baptista da Silva) eis que são atirados mais €80M, recusados por um jogador em Janeiro. E nem se trata de uma "invenção" jornalística, ou ironia em relação a uma venda de um rival (como cheguei ontem a ler). Foi mesmo discurso directo e há até a prova em formato video. E nem sequer era uma oferta com letras pequenas e objectivos difíceis de alcançar. Era a pronto!

 

Antes de mais, acreditar que alguém chegue ao Clube, na vigência das contratadas clausulas de rescisão, e apresente uma proposta equivalente a 33% acima da mesma, é de uma ingenuidade assustadora. E não sei se será mais assustador a desfaçatez de quem o afirma ou a cegueira de quem o aceita acriticamente. Como ainda pior é verificar que quem tinha €80M em Janeiro, não tenha tido €60M agora antes da mesma clausula expirar e continuar a acreditar.

 

Mas uma vez afirmado pelo próprio (e repetido na meia hora do presidente no canal do regime sem explicação alguma tirando a habitual verborreia), a declaração ganha força de verdade e é sobre ela que se tem que avaliar as coisas. E assim sendo, esta recusa é má gestão. Sob qualquer prisma. Não é má, é péssima. E já que Azevedo de Carvalho gosta tanto de tribunais, não se podendo aplicar o Artigo 235º do código penal referente a Administração danosa por este só ser referente a empresas públicas, relembro-lhe o Artigo 235º referente a Infidelidade que refere que:

 

1 - Quem, tendo-lhe sido confiado, por lei ou por acto jurídico, o encargo de dispor de interesses patrimoniais alheios ou de os administrar ou fiscalizar, causar a esses interesses, intencionalmente e com grave violação dos deveres que lhe incumbem, prejuízo patrimonial importante é punido com pena de prisão até três anos ou com pena de multa.

 

Não há um jogador que seja, no plantel do Sporting que valha esta recusa. Nenhum. E estes €80M significariam a possibilidade de alavancar uma estabilidade económica sem precedentes nos últimas décadas de Clube, algo que está longe de ser irrelevante. Poderia permitir, apostas desportivas mais ambiciosas a partir dessa mesma estabilidade. Assim, é um nada que de nada nos serve, a não ser como tiro falhado numa pré-campanha aflita que já leva 6 meses, mesmo com declarações (isto ontem foi fértil) de não estar minimamente preocupado com elas...

 

Já no ano passado, se recusaram €12M (não, não foi o jogador a recusar) por um jogador em rota de colisão, inclusive com referencias jocosas ao clube que se viria a tornar campeão inglês.

 

Entretanto, no mesmo período da pretensa oferta, despacham-se jogadores relevantes para o mesmo objectivo assumido como razão para a recusa (€5M nas contas de cá, €7M nas informações de lá, no que ao que parece é tactica comissionoista para continuar), contrata-se um jogador de 27 anos com uma dezena de minutos nesta época para ama de companhia de outro, contrata-se outro da mesma idade, que passou o ano a ser suplente do suplente por €2M depois de ter sido oferecido livre há um ano, havendo uma alternativa de valor proveniente da formação e vário entulho contratado desde 2013, a uma média de €10M por ano gastos, para o mesmo sector (Paulista, Slavchev, Rosel, etc).

 

Deve ser um novo conceito de excelencia e rigor!

 

P.S. Se isto, em conjunto com a reclamação da revisão da contabilidade dos titulos que hoje até sai à estampa no jornal do Clube, com as visitas guiadas aos velhacos dos jornalistas, às obras no estádio e academia a lembrar a mais anacrónica politica de fachada praticada por essas autarquias e não só afora já tem mão da nova direcção de comunicação, estamos fortes..."muita" fortes!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:54


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D