Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Supertaça

por Trinco, em 09.10.16

sporting-benfica-7-compressor.jpg

 

Era objectivo para as modalidades neste ano a conquista de todas (e friso o todas) as competições nacionais e a tentativa forte de fazer o mesmo nas internacionais, no que foi uma forte aposta de cariz declaradamente eleitoralista e que para isso conta com o maior orçamento para honorários que alguma vez existiu no Clube.

 

Este objectivo, infelizmente, já não será cumprido em virtude da derrota na Supertaça de Futsal.

 

Foi, na minha opinião um mau jogo da melhor equipa. Um jogo em defendemos com pouca agressividade, atacamos sem assertividade e em regra decidimos mal. Repetimos demasiadas vezes o mesmo jogo, entrando quase sempre na teia do adversário e cometemos erros absurdos que fizeram o resultado. E foi também um jogo em que desculpas com a arbitragem pouco mais são que ridículas.

 

Foi um jogo em que vi o adversário fazer o tipo de jogo de sofrimento que vi fazer do lado de cá, e com sucesso, quando havia desvantagem clara nos recursos. E Fê-lo quase sempre com competencia. A competencia que também temos (intrinsecamente) mas que não conseguimos demonstrar.

 

Houve algum facilitismo de achar que mais tarde ou mais cedo conseguiríamos ter o jogo na mão, alguma sobranceria de achar que o símbolo cosido na camisola era suficiente para nos dar vantagem.

 

É preciso fazer muito mais. A suposta superioridade de ter 8 formados não localmente (que vai ser um constrangimento no campeonato) e 7 mundialistas tem que ser provada na quadra. E temos, todos, que perceber que os orçamentos que perdiam connosco, agora também não garantem vitórias.

 

No entanto, sendo muito mais que um jogo, até pelo clima criado à volta da rivalidade, é apenas um jogo. E a derrota pode mesmo acontecer, como aconteceu. O que é mais difícil de entender é o sentimento (essencialmente nos adeptos) que fazia a dúvida ser apenas por quantos se ganharia.

 

Tal como estranho é que após a derrota, já se questione a valia dos reforços. Entrar na equipa de futsal do Sporting não é tarefa fácil. É preciso apreender muitas coisas para se conseguir ganhar entrosamento. Todos deveriam ter feito mais. Aliás, a equipa tinha obrigação, ao ter a mesma estrutura da que foi campeã (de campo, saíram 2 jogadores entraram 4 o que dificilmente configura mudanças profundas) de conseguir que essa menor contextualização não se tornasse tão evidente. Nomeadamente em dois deles, os que jogaram porventura mais minutos, que treinam com o grupo há duas semanas.

 

Que tenha servido como "wake-upcall" para toda a gente, e que tenha efeitos positivos já esta semana na disputa da Fase Principal da UEFA Futsal Cup a jogar em Itália. Continuo a achar que somos melhores e seremos melhores no decorrer da época, mas a época não vai ser, longe disso, um passeio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22


16 comentários

De comentador desportivo a 11.10.2016 às 00:31

Depois de ver as imagens da assembleia geral e ouvir o áudio, fica-se com uma ideia clara do que é o Sporting desde que este VIGARISTA ASSALTOU O CLUBE COM A SEITA DA DROGA.
NEM SEI SE ESTARIAM 30 PESSOAS NA ASSEMBLEIA, O SPORTING ACTUAL NÃO É MAIS DO QUE PROPAGANDA, MENTIRAS ATRÁS DE MENTIRAS UMAS ATRÁS DAS OUTRAS. INVENTAM MENTIRAS PARA TAPAR AS ANTERIORES MENTIRAS QUE TINHAM INVENTADO.

CAUSA REPUGNÂNCIA QUE HAJA GENTE QUE AINDA DEFENDA ESTA ESCUMALHA.

De A Martins a 11.10.2016 às 14:40

No tempo do Godinho é que era bom. Não sejam ridículos!

De Trinco a 12.10.2016 às 09:58

E que tal seguir o próprio conselho e deixar de ser ridículo. Quem é que falou no Godinho? Quase 4 anos depois ainda andamos com referencias estapafurdias ao Godinho de cada vez que se critica o que quer que seja. Cresçam!
Ah! Mas já agora, se cá temos aquele que eu considero o melhor treinador português de sempre e uma parte significativa desta equipa (7 jogadores em 17) a culpa também é dele (e do Mário Patrício, já agora)

De A Martins a 12.10.2016 às 10:29

Sou sócio do Sporting há + de 30 anos e não recebo lições de moral quanto à questão do Sporting e da sua evolução, de uns tipos saudosistas e com ódio a atual Direção. Critiquem com bom senso e em bases reais que não serei eu a ficar incomodado, desde que não façam o jogo do adversário, nem entrem em manipulações baratas.
Agora, é bom ter memória e ver o que aconteceu com o Sporting, os seus sócios, o pavilhão desportivo, as assistências no Estádio, o descalabro financeiro.
EU SÓ AMO O SPORTING, MAS QUANTO A VOCÊS TENHO DÚVIDAS.

De Trinco a 12.10.2016 às 10:54

Mais de 30 anos de associação também eu tenho, aliás, qualquer um dos que escreve aqui tem, pelo que de antiguidades estamos falados.
Sobre lições de moral, não dou, mas também não recebo. Se bem me lembro, o "Não sejam ridículos!" a completo despropósito do que está escrito no post partiu desse lado, pelo que de moralismos, também estamos falados.
Da evolução do Sporting, qualquer eu e qualquer um de nós segue-a há mais de 15 anos de perto e com participação activa e o único saudosismo que sinto é o dos valores do Clube. Critiquei as anteriores direcções (porventura até em termos bem mais agressivos) como critico esta. Sempre e quando quiser e a minha consciência mandar. Sempre foi assim, muito provavelmente sempre assim será que não vai ser com esta idade que mudarei. E ódio, não tenho a ninguém!
Critico, quase sempre com factos. E sei que isso custa muito pois são dificilmente rebativeis. E mesmo quando são opiniões, são em regra opiniões sustentadas. No caso, e já que parece ter tido dificuldade em interpretar o que está escrito, disse que perdemos um dos objectivos do ano, que somos a melhor equipa, que falhámos demais, que temos culpa e responsabilidade nesse falhanço e que espero que ele sirva para trazer todos à terra e que tenha efeitos positivos para o resto da época. Dificilmente isto se enquadra num comentário com falta de senso.
O jogo do adversário não fazemos. Aliás, nesses termos o adversário nem nos interessa. Escreveremos sempre o que quisermos e o que a nossa consciência mandar (eu sei que é repetido mas pode ser que o reforço sirva para entender que não estamos mandatados por ninguém). Não somos manipulados nem manipulamos. Todos pudessem dizer isso...
Memória também tenho. Lembro-me bem do que se passou antes de 2013, mas também do que se passou depois. E o que se passa depois, na realidade dos factos é em muitos casos divergente do que é a narrativa oficial (ou oficiosa pelos diversos ressonantes).
A única coisa que me (nos) move é o Sporting. Já outros parecem confundir a Personagem com o Clube e tomam tudo o que é "comunicado" como lei. Não é. nem uma coisa, nem outra! E nem preciso de berrar em maiúsculas.

De A Martins a 12.10.2016 às 14:53

Não sou moralista e estou-me borrifando para o facto, mas tenho as minhas opiniões e todo o meu comentário inicial tem a ver com "Era objetivo para as modalidades neste ano a conquista de todas (e friso o todas) as competições nacionais e a tentativa forte de fazer o mesmo nas internacionais, no que foi uma forte aposta de cariz declaradamente eleitoralista e que para isso conta com o maior orçamento para honorários que alguma vez existiu no Clube".
O facto de existirem objetivos de excelência, com base no fortalecimentos das equipas, não significa que seja possível ganhar todas as competições ou jogos. E então numa competição a 1 jogo, tudo é possível. mas no caso concreto, além de uma demonstração de superioridade evidente, apesar do resultado, foi claro a intervenção da arbitragem, nomeadamente em lance que antecede o 3.º golo sofrido.
Quanto à 2personagem" ninguém me impede de o apoiar, mas de certo não faço o jogo do adversário, basta ver quem é que ataca, de facto, a "personagem".
 .

De Trinco a 12.10.2016 às 15:08

O problema então é de Português. O objectivo (propósito, fim, finalidade, alvo, meta, intenção, intuito, intento) era vencer as competições nacionais todas. Não fui eu que o estabeleci. E pragmaticamente, não será cumprido. Simples!
Depois parece-me, e isso é mais recorrente, que não tem grande hábito de ver futsal. Sim é falta, sim o árbitro não marcou. Mas entre o lance e o golo decorrem 13 segundos (que em futsal é uma "eternidade", com o redes a ir buscar a bola à linha de fundo junto ao canto, uma reposição de bola e 5 passes até ao remate do golo, com a equipa toda a olhar e a deixar jogar. Culpa do árbitro? Deve ter sido como foram os outros dois golos literalmente oferecidos. Já vi muito futsal com muita arbitragem muito manhosa (de fazer corar aquelas que reclamamos no futebol) e esta esteve muito longe de ser a responsável pela derrota.
A dificuldade em lidar com quem pensa o contrário é aparentemente algo enraizado das mentes dos Sportinguistas. Tinham essa dificuldade antes de 2013, continuam a ter após. Quem quer que esteja no poder é sempre "bom" quem questiona o status quo é sempre "mau". E quando não há nada para argumentar, ataque-se que diz...

De A Martins a 12.10.2016 às 15:39

Vejo todos os jogos de Futsal em que esteja o Sporting, desde que transmitidos pela Sporting TV, ou outro canal de televisão. Não sei se passaram 13 segundos ou não, mas as faltas são para serem marcadas e as evidentes, como foi o caso, ainda mais.
Por mim pode ter as opiniões que quiser e eu sou livre de comentar ou não e ter outras opiniões. Agora estar em linha com as opiniões que sustentam os ataques dos adversários de vermelho é que me causa algum espanto.

De Trinco a 12.10.2016 às 15:49

E eu desde 2009 devo ter falhado no máximo 3 jogos por época...no pavilhão. E daí! Ver muito não quer dizer que se veja bem. E há uma enormíssima diferença entre ver futsal e ver o Sporting. Eu faço por fazer as duas. Há quem só consiga fazer a segunda.
Sim passaram 13 segundos. E isso é o suficiente para que se perceba que a culpa do 3º golo não é do árbitro. A culpa foi da equipa que paralisou (como também o fez nos outros 2 golos). E ficou aquela falta por marcar como ficaram outras. Responsabilizar o árbitro pela nossa própria incompetência naquele jogo é ridículo.
Obviamente que é livre. Mas a partir do momento que aqui entra com um "tenham juízo" está no mínimo sujeito ao contraditório e à argumentação. Mesmo que desse lado só circunstancialismo vazio.
E não estou em linha com mais ninguém que eu próprio. O que me dá uma enorme tranquilidade e paz de espírito. E é essa mesma paz que me faz nem sequer saber ou querer saber o que esses dizem, fazem, pensam ou utilizam. Não me interessam, nem me dizem respeito.

De comentador desportivo a 12.10.2016 às 18:03

"O facto de existirem objetivos de excelência"

Ah ah ah ah ah ah ah ah ah.


"foi claro a intervenção da arbitragem, "

Vocês são os tais que diziam que antigamente os dirigentes utilizavam a arbitragem para arranjar desculpas para a incompetência!? Ou são outra gente!?
É que assim de repente parecem ser outra gente, ou então a vergonha não é nenhuma!




"

De comentador desportivo a 12.10.2016 às 12:52

"Sou sócio do Sporting há + de 30 anos e não recebo lições de moral quanto à questão do Sporting e da sua evolução, de uns tipos saudosistas e com ódio a atual Direção."

Mais um vendedor de estórias.
São todos sócios á não sei quantos anos, é isso e um blog de um reformado alentejano que existia quando ainda não tinham posto as mãos no tacho.
Também foste um dos sócios que entraram na assembleia para ofender e intimidar quem lá estava?
E também foste um desses sócios que quando isso foi denunciado,viestes para a blogosfera com a restante maralha dizer que era tudo mentira?


"Critiquem com bom senso e em bases reais que não serei eu a ficar incomodado, desde que não façam o jogo do adversário, nem entrem em manipulações baratas"

A hipocrisia do costume!

A maioria das denúncias aqui feitas são baseadas em factos e coerentes, ao contrário de vocês que andam á vários anos a espalhar falsidades, a lançar suspeições, carregados de hipocrisia e incoerência.


Em relação ao descalabro financeiro, se tivesses um pouco de tino, nem abrias a boca.

De A Martins a 12.10.2016 às 14:44

Oh amigo! salve seja. Não vou a assembleias, nem conheço o atual Estádio José Alvalade, mas isso não me retira o facto de ser sócio do Sporting Clube de Portugal, há mais de 30 anos e com quotas pagas, até Dezembro de 2016. Tanto é assim, que sendo sócio efetivo de categoria A, o meu n.º de associado é bem inferior ao n.º 14 mil. Por isso, não te ponhas a imaginar e a ofender quem não conheces, porque vendedor de histórias devem ser vocês. Uma coisa eu sei: não concordo, em absoluto, com aquilo que defendem, porque não defendem o clube e quanto à questão financeira, vê-se bem que ainda estão na era das "godonhices" ou da era em que se transferiu o atual melhor jogador do mundo, por meia dúzia de patacos.
NÃO TENHO QUAISQUER INTERESSES PESSOAIS, PARTICULARES OU DE FACÇÃO, TANTO MAIS QUE NÃO ESTOU LIGADO A NINGUÉM, A NÃO SER CONTINUAR A AMAR O MEU CLUBE, MAS NÃO SOU CEGO E DE CERTO QUE IREI DEFENDER O MEU SPORTINGUISMO, EM MARÇO DE 2017, APESAR DE TODAS AS DIFICULDADES QUE ISSO POSSA ACARRETAR E PARA VOSSA TRISTEZA.

De Trinco a 12.10.2016 às 14:54

Vejo que gosta de falar no plural e mais gosta de insistir em comentários que nada têm a ver com o que se discutir (o post, sobre a supertaça de futsal).
De números de sócio, o meu é abaixo dos 12.000. E daí?
Que não concorde, faz-me pouca ou nenhuma diferença. Não sou evangelizador.
Agora que afirme que não se defende o Clube, já a coisa muda de figura. Como disse logo na 1ª ou 2ª resposta ao comentário descabido: Critico agora como criticava antes. Tive razão antes, veremos como será agora...mas as coisas, infelizmente para o Clube, estão a encaminhar-se para mais uma vez ter razão. Até porque nesse tema, o das finanças, o que afirmo está sustentado por números.

De A Martins a 12.10.2016 às 15:30

Vocês é que colocaram em dúvida a minha qualidade de sócio, nomeadamente o "De comentador desportivo". Felizmente, não vais ter razão.

De Trinco a 12.10.2016 às 15:33

Eu não coloquei em causa a qualidade de sócio. Por isso é que as generalizações devem ser evitadas.
Quem me dera notas de 5€ de cada vez que me disseram desde 2000 e em relação às criticas que fazia aos rumos do Clube que não tinha razão e depois...

De comentador desportivo a 12.10.2016 às 18:11

"não concordo, em absoluto, com aquilo que defendem"

O que é que defendemos?

"e quanto à questão financeira"

O que é a questão financeira?



Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D