Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quase

por Trinco, em 23.11.16

HandGesture.jpg

 

Quase ganhávamos em Madrid.

Quase empatávamos em Lisboa com os mesmos.

Quase rematávamos á baliza

Quase não tínhamos de ouvir as tiradas arrogantes e ensimesmadas do nosso treinador.

Quase percebíamos que devíamos aparecer para jogar nas primeiras partes dos jogos contra os alemães.

Quase que alguns reforços a custo considerável eram úteis.

Quase que alguns reforços a custo considerável eram sequer convocados.

Quase não precisávamos de empatar na Polónia.

Quase que o maior orçamento de sempre do futebol era bem aplicado.

Quase tínhamos a noção que assobiamos aquilo em passamos o ano a ansiar.

Quase ganhávamos uns milhões valentes.

Quase tratávamos os adversários como adversários.

Quase passávamos a ser um Clube ganhador.

Quase ganhávamos mais qualquer coisa

Quase passávamos a ser exigentes.

Quase passávamos a ser um Clube unificado.

Quase que não andávamos em permanente clima de guerrilha e campanha eleitoral

Quase não assistíamos ao rival a ser tri-campeão com via aberta para ser tetra.

Quase nos esquecíamos das vitórias morais de outros tempos.

 

P.S. Entretanto,despercebida no ruído das homenagens, sócios de mérito e do jogo, uma nota esclarece a evolução prevista na reestruturação do capital da SAD e da percentagem detida pelo Clube da mesma. Não explica é como se vai arranjar €99M em 2026 para recomprar 52% dos 3 lotes de VMOC's para manter os 51.6% do seu capital

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:19


1 comentário

De comentador desportivo a 24.11.2016 às 22:44

👍

E ainda tivemos um Real e um Dortmund amigos.
Com eles a jogar em alta rotação, o desnível dos resultados teria sido maior.

Quem não andava entretido com estórias da carochinha, sabia que só passávamos por algum "milagre".

O resto é propaganda, que é a "especialidade" da turba, inventar ilusões.

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D