Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Os trabalhos de Azevedo

por Trinco, em 13.01.17

o-autoelogio-revela-a-vaidade-desesperada-evan-do-

 

Por essas páginas e perfis afora, anda a soldadagem muito activa.

 

Dividem-se. Uns vão para páginas e murais pessoais insultar relesmente quem não pensa como eles. Outros, devidamente briefados, muitos com textos prontos que a sua capacidade de construção frásica que passe além do sujeito, verbo e objecto directo é diminuta, vão replicando-os tipo spam por todo o lado.

 

Neles, enunciam os feitos do seu líder supremo. Os trabalhos de Azevedo, pelos quais devemos ficar tão profundamente gratos que sequer pensar em ouvir o que outrem tem para dizer e propor sobre o futuro do Clube é, segundo eles, uma injustiça inominável.

 

E fazem-no referindo que são factos. São tanto como as pós-verdades.

 

Na enumeração auto elogiosa, pois incorporam em si mesmo o elogiado, dos trabalhos seguem um guião e uma ordem mais ou menos comum.

 

Começa nas "Melhorias financeiras", esquecendo que foi obrigado pela banca (e pelo amigo Ricciardi, que não permitiriam um PER como alguns um pouco mais desenvoltos intelectualmente, gostam de colocar com ponto de partida), a uma reestruturação já anteriormente decidida, que nem a dramatização inicial do confronto com a banca engana. Dispara custos para patamares nunca vistos, quer no Clube quer na SAD e via VMOCs continua e aumentar os riscos efectivos de perda de maioria da SAD, com aquilo a que, pouco contabilisticamente, se pode chamar de "passivo real" (Passivo+VMOCs) a atingirem os €482M.

 

Segue para as "Excelentes Vendas", esquecendo que, à excepção de Slimani, foram vendas de jogadores dos quadros do Clube anteriores a 2013, e que há a outra face da moeda que, já nem indo à quantidade, nos faz ter neste momento €15.2M de investimentos feitos ao longo de 4 épocas empatados em empréstimos a outros clube, com a forte possibilidade de se acrescentarem mais até ao fim de janeiro.

 

O inevitável "Pavilhão", esquecendo que foi um processo começado em 2007 com Soares Franco e que só passou a poder ser realidade física em 2 de maio de 2013 com a publicação em DR da Aprovação do Plano de Pormenor Alvalade XXI, pelo que ninguém antes o poderia ter feito, sendo que é premiada uma obra que desperdiça 16% da área de construção permitida.

 

O "Aumento de Sócios", esquecendo-se que houve uma encenada renumeração que mantém falecidos e quem não paga quotas há muitos anos, para criar artificialmente as narrativas dos 150.000, com que se enche a boca.

 

A "Sporting TV", esquecendo-se ser um canal de audiências residuais, sem grande interesse ou conteúdos e minado por pregadores do regime e comentadores de uma boçalidade lampianica que nunca supus ser possível neste Clube

 

As "Assistências", esquecendo-se no enorme e visível desfasamento entre os números apresentados e o verificado, até à vista desarmada, no estádio.

 

O "Agora ninguém nos cala", esquecendo que agora ninguém nos liga e que a grande maioria do que se fala é relacionado com o Benfica, o grande foco comunicacional desta administração, ou promovendo guerras inúteis.

 

O "Regresso das modalidades", esquecendo que elas, a grande maioria e as mais relevantes, já existiam como secções autónomas, competindo em nome do Clube, sendo que em duas delas, pura e simplesmente se deitaram fora mais de dois anos de trabalho sem respeito algum por atletas e técnicos, e que o Ciclismo é um protocolo de sponsosring que dificilmente se enquadra em alguma vertente desportiva.

 

Os "Valor aos Sócios", esquecendo que nunca antes houve quem tão conscientemente e profundamente cavasse trincheiras e promovesse a desunião perseguindo sócios por delito de opinião.

 

Ninguém faz tudo mal, e Azevedo não o terá feito. Mas também ninguém faz tudo bem, e as teorias do Oásis, esbarram na realidade. Na realidade mesmo e não aquela que nos tenta ser impingida. 

 

Continuamos a ganhar e a perder como sempre, continuamos numa situação económica muito difícil, continuamos a gastar muito mais do que deviamos e podemos, continuamos um Clube adiado com a agravante de termos perdido muito dos valores fundamentais que nos identificavam enquanto Sportinguistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


1 comentário

De Rato Azevedo a 13.01.2017 às 13:57

Tudo bluff. E estou para ver se o Azevedo quererá ir a um debate...

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D