Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Olívia patroa e Olívia costureira

por Trinco, em 28.12.16

transferir.jpg

 

A grande Ivone Silva, no principio dos anos 80, recupera uma rábula clássica de Revista dos tempos do PREC em que a sua personagem debate-se com duas facetas da sua existência, aparentemente contraditórias, numa hilariante bipolaridade de antagónicos interesses.

 

Azevedo de Carvalho, sem qualquer piada, quererá fazer reviver o mesmo quadro.

 

Pouco depois de Madeira Rodrigues ter-se declarado e apresentado como candidato às eleições, surgiu Azevedo de Carvalho no auditório Artur Agostinho, como presidente do Sporting Clube de Portugal mas com os patrocinadores da SAD nas costas.

 

Numa postura de estadista que teima em ter dificuldades em colar, proferiu um discurso redondinho, cheio de "politicamente correcto" escrito ou revisto por um qualquer Vaz, afirmando a disponibilidade para a Democracia e para o caminho da elevação. Esforçou-se por dissociar o presidente do "candidato que era e que já não sabe que é", num tabu choradinho e dramático a desesperar pela vaga de fundo que tarda. E foi conseguindo. Pelo menos até às respostas às perguntas da Comunicação Social presente.

 

Aí, descambou para a sua real realidade, passe o pleonasmo. Mesmo que tentando disfarçar, esta fase pouco mais foi que um momento de pouco subliminar propaganda eleitoral de um candidato que não tem dúvidas que o será pois tem necessidade de o ser. Por várias vezes referiu o apoio que sente, o conhecimento que tem, os feitos que fez. Por várias vezes lhe fugiu o pé para os remoques pouco dissimulados na linha da catalogação anteriormente feita a todos os que não lhe tecem loas. E nem os enganadores apelos à tolerância são para levar a sério. Basta ver o que tem sido a acção e reacção da tropa que comanda. Faz o que nunca lhe foi feito. E com tendências a piorar.

 

E é aqui que as coisas realmente entroncam. São duas faces da mesma moeda. Uma moeda cada vez mais desvalorizada. Uma moeda que "nasceu" forte e por culpa própria depreciou de maneira irreversível, só enganando quem quer ser enganado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:09


4 comentários

De Rato Azevedo a 28.12.2016 às 11:27

O Azevedo até pode ser reeleito, mas acabará por cair a meio do mandato (se não for no decorrer do primeiro ano). Não será possível empurrar sempre com a barriga.

Mas, destruirá ainda mais do que já destruiu.

As ovelhas como são burras e estão cheias de fome, passam do 8 ao 80 ou do 80 ao 8 com muita facilidade...

De comentador desportivo a 29.12.2016 às 07:45

Aquela invasão de campo, diz bem do estado a que chegou o clube.

De ACM_84 a 29.12.2016 às 06:53

Tal e qual Trinco, boa análise.

Esse trafulha só consegue ludibriar as ovelhas e os carneiros do seu rebanho.
Mas pode escrever que o rumo do Sporting vai mudar, seja com este candidato ou com outro.
Nem ovelhas, nem ciganada, nem tasqueiros, nem mister de cafés vão impedir que o Sporting Clube de Portugal seja salvo das mãos de um lunático.

Saudações sportinguistas

De comentador desportivo a 29.12.2016 às 16:22

👍

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D