Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Tempo foi mestre!

por Lizardo, em 19.12.16

slide_8.jpg

 

 

Comemorar um golo é um momento cultural. E leia-se cultural por tudo o que envolve.  A paixão pelo jogo, pelo jogador, pela arte de tratar a bola, pelo espírito de equipa, pela simpatia que se sente entre os abraçados.

O Golo é o expoente máximo do futebol, é a catarse de todas as emoções, que todos desejamos que acabe em alegria e nunca em tragédia.

Infelizmente, nos últimos anos temos vibrado pouco com o nosso Sporting. Muitos foram os que perderam a vontade de abraçar, de estar em família ou com amigos no nosso templo do Campo Grande.

Desde 2011, e mais afirmativamente desde 2013, Bruno Azevedo de Carvalho impôs um estilo e um tom no Sporting que não se enquadra com os valores e a forma de estar no desporto.

Ontem, mais uma derrota, a segunda consecutiva para o campeonato, em casa contra um Braga debilitado, que teve ainda o condão de transportar um Karma interessante. Abel e Wilson Eduardo, dois antigos ativos do Clube que saíram de forma pouca digna do Sporting.

Bruno Azevedo de Carvalho, o mestre da gestão que continua a colocar o passivo em valores recorde, não deu a cara, publicou no seu Facebook a vitória categórica da Natação, esquecendo uma vez mais de parabenizar todos os que no passado promoveram e permitiram que hoje se comemore vitórias com tamanha dignidade e capacidade nessa modalidade.

 

O Sporting chegou a um ponto sem retorno. Outra vez. E isso tem sido o problema deste Clube. Todos podem e devem ambicionar ser Presidentes, mas nem todos podem ser Presidentes de tão grande Clube.

É urgente alterar este paradigma, é necessário sangue novo, gente de uma nova vaga, bem formada, com passado meritório, conhecedora da realidade do Clube, com apoios nas mais diversas disciplinas da gestão e do desporto, um Homem que defenda o Clube nos locais próprios e não em folclores boçais nas televisões ou em comunicados nas redes sociais.

É urgente uma antítese do presente. Um Homem com cultura, conhecedor das realidades do mundo, bem identificado pela universo empresarial e instituições financeiras.

É urgente um Homem que tenha presente o que é o Sporting e que esteja disposto a servi-lo e não a servir-se, um Homem sem necessidade de revistas cor de rosa, onde habitam festas de aniversário, divórcios, e outros boatos infundados ou fundados em factos que em nada abonam a favor de uma identidade que é a máxima, a identidade que possa presidir um Clube centenário.

 

É tempo de entender que o Sporting está pior. Que no futebol temos o mais caro plantel de sempre, onde temos um onze deficitário de algumas posições e não há alternativas no banco para as posições chave. Bas Dost vive sozinho, William, Adrien, Ruiz, todos sem alternativa.

 

É tempo de entender que no Andebol e no Hóquei não são os orçamentos que vencem, estamos piores, curiosamente, depois de termos corrido com a prata da casa e termos contratado milionários jogadores de outras paragens. Os nossos antigos brilham nos rivais.

É tempo de entender que vencer internamente as competições em Futsal é mais que uma obrigação, é continuar o trabalho de muitos e muitos anos. E este ano já perdemos uma competição interna para o rival Benfica.

É tempo de entender que a Formação foi a nossa salvação financeira nos últimos anos, com vendas de jogadores como Hugo Viana, Custódio, Nani, Quaresma, Ronaldo, Dier, Bruma, Cédric, entre tantos outros. Atualmente, não temos valores que possam ter muita esperança em despontar na primeira equipa, quanto mais almejar dar o salto para os grandes tubarões europeus.

O Sporting de hoje é um infantário. Pleno de cérebros menores, sem muita capacidade, e o mais grave, é que muitos destes “iluminados” têm trabalho no Clube e na SAD.

 

Até Março muita água vai correr. Mas uma coisa é já uma certeza, este projeto, que nunca soubemos qual era, pois não existiram Fundos, não se cumpriu com o investimento na Formação, não se avançou para um projeto desportivo a longo prazo, falhou em toda a linha.

 

É tempo de entender que não é aos gritos, ao estilo Valentim, que o Sporting mete medo ou amedronta os rivais. E sempre soubemos que Cão que ladra não morde. E o Sporting está cheio de Chihuahuas.

 

PS: Paiva dos Santos é o primeiro nome a surgir.

 

Agora de manhã surgiu Pedro Madeira Rodrigues, Secretário-Geral da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, um nome, que na minha opinião, muito me agrada, sangue novo, gente com mérito. Há esperança! 

O que se procura é uma alternativa, mais que um nome, uma equipa, uma antítese do panorama atual.

Queremos voltar aos abraços em Alvalade, e queremos voltar a sentir aquele Clube como nosso.

Viva o Sporting.
O tempo foi mestre!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:35


8 comentários

De Rato Azevedo a 19.12.2016 às 11:25

Desde a época de 2009-2010 que isto tem sido sempre a cair. Foram os maus resultados, e agora é este artista.

O tempo foi mestre, e sinceramente, ainda bem que o foi. Há males que vêem por bem, e o que eu gostava como adepto, era que o presidente ocupasse o seu lugar, respeitasse o Sporting, que o servisse a 100%, e que acima de tudo, que dê o protagonismo aos jogadores.

Estes últimos 7 anos, principalmente desde 2013, não são para ser esquecidos. São para ficar sempre na memória sobre o que nunca poderá ser um clube de futebol, principalmente como o Sporting.

Espero que a partir de Março, principalmente a partir da próxima época, sinta que há um verdadeiro projecto, e que possa voltar somente a preocupar-me com o futebol jogado, em vez do foco estar num bobo da corte.

E espero que se faça justiça, se ela tiver que actuar ;-)

SL

De Não me deixem cair a 19.12.2016 às 11:53

Do promessa do mais com menos com que foi eleito para o maior orçamento da história centenária do SCP foi um saltinho. Para ganhar na natação.

Eu já só pedia alguém com passado. Como o SCP!

De comentador desportivo a 19.12.2016 às 12:03

"Todos podem e devem ambicionar ser Presidentes, mas nem todos podem ser Presidentes de tão grande Clube."

Disse tudo Lizardo

De comentador desportivo a 19.12.2016 às 12:07

Uma vez o mais, depois de mais um jogo perdido a "ratazana" fugiu.



De comentador desportivo a 19.12.2016 às 12:10

"É urgente uma antítese do presente. Um Homem com cultura, conhecedor das realidades do mundo, bem identificado pela universo empresarial e instituições financeiras."

👍

De comentador desportivo a 19.12.2016 às 12:16

"O Sporting de hoje é um infantário. Pleno de cérebros menores, sem muita capacidade, e o mais grave, é que muitos destes “iluminados” têm trabalho no Clube e na SAD."

E mais adjectivação se poderia utilizar para definir este período sombrio do clube.

De comentador desportivo a 19.12.2016 às 12:18

Há esperança

👍

De Rato Azevedo a 19.12.2016 às 13:35

Paiva dos Santos desistiu. Foi logo o que eu me lembrei mal me apercebi que a página dele tinha desaparecido, após o insultarem de toda a maneira. Enfim.

Que venha o Benedito. Talvez dos poucos a quem esta lampionagem-verde não poderá por em causa o seu nome. E se o porem, então só terão o clube que merecerão: um ZERO de clube, é o que estão a querer construir!

Por isso é que digo que se tiver que ser feita justiça, então sim, que o artista vá preso. Não se poderá lavar as mãos como Pilatos. Só em comissões quero ver o que dirá uma futura auditoria!...

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D