Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Mentiroso que Mente a Si Mesmo

por Lizardo, em 09.06.15

199789_smokerydots_liar.jpg

 

"É tão fácil enganar-se a si mesmo sem o perceber, como é difícil enganar os outros sem que o percebam."

François La Rochefoucauld

 

Que projeto tem o Sporting?

Pergunta que duvido algum Sportinguista isento consiga responder.

Durante a campanha eleitoral, todos os candidatos apostavam na razão e no caminho racional de investimento, na redução de despesa, na aposta da prata da casa, na compra certa para melhor vender e render mais-valias.

Dos candidatos a votos, o vencedor foi Bruno de Carvalho.

No primeiro ano conseguiu trazer para o Sporting um bom treinador, Leonardo Jardim, o investimento na equipa de futebol foi reduzido, com alguns flopes, mas na generalidade e depois da época miserável do 7º lugar, toda a nação leonina estava preparada para encarar essa época com as dificuldades que sempre se adivinharam.

Leonardo com Montero e Slimani, com o surgir de um dos melhores jogadores de sempre (mais um) formados no Sporting, William Carvalho, com uma defesa onde Rojo se afirmava como patrão ao lado de um brasileiro recém chegado e que rapidamente se assumiu como muito curto, Maurício.

Neste primeiro ano foram vendidos vários jogadores da direção passada, Gelson, Schaars, Arias, Rinaudo, entre outros, como Dier, Bruma e Ilori que geraram um bom encaixe financeiro e que ajudou a SAD a ter lucro logo no primeiro ano de atividade desta direção.

A juntar às vendas um autêntico clima de austeridade agressiva, com cortes em tudo, despedimentos de funcionários, dezenas de técnicos e psicólogos da formação para a rua, entre medidas de contabilidade tão radicais como a poupança das fotocópias a cores ou os treinos da Academia serem durante o dia para poupar eletricidade.

Um ano muito difícil.

No futebol acabámos em segundo lugar, fruto de um enorme e grande trabalho dos Jogadores e do Treinador. Mas Leonardo não quis continuar.


Chega Marco Silva para o Segundo ano. Pela primeira vez na História do Clube um treinador assina um contrato com uma duração de anos superior aos anos que o Presidente ainda tem antes de ser sufragado em eleições.

Marco Silva, dizia Bruno Carvalho era a sua aposta pessoal.

Em Dezembro rebenta a bomba, com os dois mandatados  José Eduardo e Eduardo Barroso a destilar ódio por todos os meios.

A 27 de Março o Presidente dizia que era crescido, ele e o Marco, e que estava tudo ultrapassado.

No dia 1 de Abril, dia curioso, Bruno Carvalho afirma que Marco Silva é um treinador de grande talento e que ainda vai dar muitas alegrias aos Sportinguistas.

A 12 de Maio, na mítica entrevista ao Canal do Clube afirmou:

Que não tinhamos patrocinador;
Que não sabia que dinheiro teríamos para a próxima época;
Que o Orçamento não estava preparado nem se conseguia clarificar.

 

Em menos de um mês tudo muda.

O Marco é um indigno e queremos correr com o treinador vencedor da Taça de Portugal, 48 horas depois de uma vitória histórica que ficará para sempre manchada pelo comportamento do Presidente com Marco Silva.

E subitamente, entre peditórios para construir um pavilhão, bifanas a 40 euros, aparecem milhões que nos permitem ir atacar Jorge Jesus. Supostamente 5 milhões de prémio de assinatura, e mais 6 milhões ano durante 3 anos.

A somar a isto o valor de toda a equipa técnica, preparadores físicos e motivadores, que do ponto de vista individual, todos vêm ganhar mais que o técnico Marco Silva. Enorme mudança de paradigma.

O que mudou no espaço de semanas?

Talvez Ricciardi e Sobrinho tenham perdido a paciência!

Talvez Ricciardi e Sobrinho tenham aproveitado o momento certo para lançar o golpe final e garantir a maioria da SAD, e como escreveu Severino, preparar para deixar nas mãos do Clube uns míseros 30% que praticamente não coçam nem beliscam na gestão da Sociedade Desportiva.

 

As vozes que se fazem ouvir, algumas deveriam manter-se em silêncio, outras deveriam ter mais cuidado no tom, mas todos sabemos, infelizmente, que comportamento gera comportamento,  sabem o que se está a passar. E sabem que os Sócios não estão informados da estratégia.

Estratégia essa que não coloca os interesses do Sporting em primeiro lugar. Isso parece-me evidente.


Em suma, depois de apresentar milhões da Russia, milhões da América, de afirmar que 48 horas depois de ser eleito o Sporting teria 50 milhões nos seus cofres, depois de dizer alto e bom som que o Sporting é nosso, só podemos acreditar que o Mentiroso mente a Si mesmo. E ao mentir a Si mesmo mente 24 horas por dia, mente a quem trabalha com Ele, mente à comunicação que comunica o que lhes é dado, mente aos funcionários, mente aos jogadores, mente aos empresários, e o mais grave de tudo, é que mente aos Sócios.

 

Triste e fraco é o líder que precisa de criticar o passado para fazer valer a sua qualidade no presente.
Triste e fraco é o líder que precisa da mentira porque não tem arte nem engenho, porque não tem a habilidade para trabalhar com a verdade.

Venham de lá essas eleições!
Basta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:44


2 comentários

De PM a 09.06.2015 às 13:30

Oh Dias da Cunha, não era preciso fazer um blog sob pseudónimo, caramba. Afinal de contas está a escrever para 6 ou 7 pessoas de quem é amigo. E Têem todas um ponto em comum: Terem arruinado o clube. Enfim...

De Lizardo a 09.06.2015 às 13:45


É o sistema!

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D