Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estão apresentados...

por Trinco, em 03.08.15

transferir (1).jpg

 

A equipa está apresentada. Vitória merecida e prometedora frente à AS Roma, 2ª classificada em Itália, num jogo por vezes rasgadinho, finalmente com a componente competitiva digna dum jogo de preparação para um inicio de época exigente. Pena ter sido o único, mas sempre é melhor que nada.

Do jogo e dos apresentados e da maneira como foram apresentados (e dos ausentes e da maneira como foram sendo postos de parte) algumas ilacções.

Começando por trás.

Na baliza Patrício em grande forma, com Marcelo e um ilustre desconhecido a fazerem numero. Espero que assim continue e que este rendimento se prolongue pela época toda e não signifique, como já li, uma vontade de se mostrar para sair.

Idem para Jefferson. Na direita, Pereira sem competição é preocupante, com Lopes com lesão psicossomática a significar a dispensa.

Ao centro, o patrão continua Oliveira, com Naldo a revelar-se, para já, melhor que o esperado, com Tobias como alternativa e Ewerton em recuperação. Ciani, aparentemente com mais uma mazela psicossomática, diz-se que está de saída, ficando a dúvida do porquê da entrada. Do ponto de vista desportivo, mais a mais com Semedo a aguardar ao treinador e podendo funcionar como joker entre o meio.campo e a defesa. Do ponto de vista moral, ético e até de gestão, faz alguma confusão e muita estranheza, que um jogador apresentado há duas ou três semanas, com uma clausula de rescisão de €45M seja agora dispensado. E julgo que todos sabemos os custos do "custo 0"...

No meio-campo, Adrien a tentar, sem conseguir, fazer de William, sofrendo o jogo da equipa pela falta de uma dimensão física mais presente. Sobre o William, a dúvida persiste sobre a sua permanência (e no meu caso até em relação à real gravidade da lesão, que mais parece ter os tons mais carregados para afastar interesses...) apontando-se ao seu lugar Pizarro, muito interessante e agora Boateng, arriscado no mínimo, por inconstância, chamemos-lhe, psicológica, mais a mais num grupo que já tem pelo menos outro jogador também...inconstante. Do resto, Rosell de fora (e um Labyad que queria ser aposta mas que era expectável que não encaixasse no esquema do treinador), João Mário em fase final de renovação mas ainda fora de forma, Martins e Wallyson que já se percebeu fica mais para ser formado que para jogar. Num plantel normal, parecerá pouco. Num plantel de Jesus, se calhar também...

Nas alas, Carrillo sem renovação (será que Boateng entra nestas contas?), Mané renovado, Gerson muito verde e Ruiz desenquadrado e com historial de grandes alternâncias de "humor" competitivo parecem curtos para um sistema muito exigente nesta posição.

Na frente Slimani imperial, Montero a reaparecer e Gutierrez à nora e ainda com o constante Mitroglou a ser referenciado. A confirmarem-se, Boateng, Gutierrez e Mitroglou o mesmo grupo é uma opção corajosa.

Disto tudo, refira-se que apenas Oliveira dos 11 reforços de 14/15 é opção, sendo que aparentemente apenas Jonathan e Ewerton terão lugar neste plantel. Para contratações criteriosas, não estamos mal- Também se percebe que Jorge Jesus faz valer o seu peso para impor as suas escolhas e não assumir tudo o que lhe metem à frente. Ainda bem, diria!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:45



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D