Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em 30 dias

por Trinco, em 04.04.17

desafio-30-dias.jpg

 

O presidente anuncia o começo de uma nova era, afirmando que "quem fizer mal, é meu inimigo e darei a vida pelo Sporting se for preciso", mandando literalmente bardamerda todos os que não fossem do Sporting, "que os rivais estremeçam porque o Sporting está aqui para liderar" e que "temos de ser campeões em todas a modalidades e, neste mandato, mais do que uma vez".

 

O director de comunicação sai em defesa do presidente por causa do bardamerda.

 

O presidente fala de virgens ofendidas que gostam de descontextualizar.

 

O treinador continua a falar, dois anos depois, que "estamos a criar estrutura e equipa fortes para fazer face aos rivais" e que "não fomos campeões por falta de estrutura".

 

José Eduardo, acabado de ser eleito conselheiro leonino nas listas do presidente, é condenado por difamação a um elemento da estrutura do futebol do Clube, sem que este tome qualquer posição que seja.

 

O Tribunal Judicial de Lisboa rejeitou o recurso do Sporting, que exigia ao Benfica a devolução da indemnização paga pelos leões pelo incêndio causado no Estádio da Luz.

 

O primo João sai da B e a B começa a ganhar.

 

O treinador afirma Bruno Paixão como "um dos bons árbitros portugueses".

 

Depois do director, é dispensado o treinador de hóquei, aposta forte desta época. O Sporting é goleado no Dragão Caixa.

 

Paulista, sem que se perceba de quem efectivamente é, num dos mais estranhos e obscuros processos, regressa a Alcochete, falhado que foi o empréstimo.

 

Spalvis idem, mas por problemas físicos.

 

Carlos Vieira reforça que "contamos ser campeões noutras modalidades. No futebol temos de preparar a próxima temporada e ver o que se pode fazer de interessante este ano".

 

Na tomada de posse o presidente coloca a fasquia da "conquista de dois títulos nacionais neste mandato.", onde deu a entender que se recandidatará em 4 anos ao abordar a recompra das VMOCs.

 

Marta Soares fala do Sporting como "alvo de inveja".

 

Azevedo de Carvalho, afirma, em aparente contradição com Vieira que "já estamos a preparar em força a próxima época".

 

Tribunal Arbitral do Desporto não dá razão ao Sporting no caso dos vouchers dando provimento ao arquivamento do processo.

 

No seguimento de uma participação sobre o "bardamerda", Azevedo de Carvalho proclama o Benfica como "campeão nacional das queixinhas". O treinador diz que o presidente "esteve à altura dos queixinhas".

 

Acompanhado da noiva, Azevedo de Carvalho inaugura academia na Costa Rica, afirmando que "desde que cheguei à Costa Rica já ganhei dois pontos aos rivais, se fico cá três semanas...ainda temos outra classificação". Aparece em fotos românticas na praia.

 

Na mesma viagem afirma que "em 110 anos não vi um presidente preocupado com a nossa identidade".

 

O Sporting participou ao Conselho de Disciplina da FPF do teor do comunicado emitido pelo Benfica.

 

Comentadores de "jet set" criticam a vida pessoal de Azevedo de Carvalho e a exposição que este faz da mesma.

 

O director de comunicação sai em defesa do presidente por causa dos comentadores do "jet set".

 

Azevedo de Carvalho diz que só vende "ao nível da Premier League ou de Espanha".

 

O Pavilhão, que era para estar acabado em Dezembro, inaugurado em Março, que na semana das eleições só faltaria mais uma ou duas semanas será aberto ao público apenas em Maio.

 

Azevedo de Carvalho afirma que "não há dúvidas de que hoje somos um clube muito mais unido do que há 4 anos".

 

Por causa do processo do túnel, envolvendo Carlos Pinho, Azevedo de Carvalho afirma que Vieira teria sido apanhado em (supostas) "imagens quase a agredir uma pessoa da arbitragem" e que Vieira "nem na vida pessoal pode ter a cabeça tranquila, quanto mais no futebol".

 

De volta da Costa Rica afirma que diz que "há 4 anos que o Sporting é o mais prejudicado de todos".

 

Bruno Mascarenhas promete Sporting campeão, já no próximo ano.

 

Fernando Mendes, paineleiro, acusa outros paineleiros de serem avençados de outros clubes.

 

Azevedo de Carvalho é suspenso por 113 dias e multado por queixa do Benfica. Otávio Machado idem mas menos tempo e menos dinheiro.

 

O director de comunicação sai em defesa do presidente por causa do castigo.

 

Azevedo de Carvalho fala de censura, de constituição e liberdade de expressão, ameaçando até com o Tribunal Europeu, confundindo no entanto que nada disso lhe dá o direito de colocar em causa a honra de outros.

 

Azevedo de Carvalho não se cala e no próprio dia dá entrevista. Nesta volta a afirmar que "queremos ser campeões pelo menos duas vezes neste mandato". Também nesta lança suspeita sobre Vítor Pereira afirmando "o que estará para acontecer a Vítor Pereira? Vai reaparecer? Veremos..."

 

As queixas do Sporting contra Luisão, Rui Costa e Gomes da Silva são arquivadas.

 

Bacelar Gouveia, ex-Presidente do CFeD afirma que "não podia continuar com a minha lealdade sob suspeita", falando de ambiente pidesco e que "a direcção quis ficar com o poder disciplinar do Sporting".

 

Acompanhado da noiva e de um jogador em competição, Azevedo de Carvalho inaugura academia em Angola.

 

Azevedo de Carvalho lembra Bosman e diz que não irá aos estádios enquanto durar o castigo.

 

Respondendo em tribunal sobre a Operação Fénix, Azevedo de Carvalho diz que não sabe quem contratou guarda-costas em visita ao Norte.

 

CD dá razão ao Benfica na polémica da Supertaça de Futsal.

 

O treinador afirma que "com os jogadores que perdi, tinha uma equipa para disputar a Champions".

 

Azevedo de Carvalho reage a vídeo da Fundação Benfica.

 

O Sporting queixas contra Jonas e Samaris sobre factos sucedidos em jogo em que não participou e contra Rui Vitória, Domingos Almeida Lima e Luís Bernardo por declarações.

 

Azevedo de Carvalho abordando a aproximação a Benfica e FC Porto com o empate no clássico afirma que "enquanto há vida há esperança" afirmando na mesma entrevista a uma televisão angolana que a sua estratégia "foi a de criar fama de maluco, agora é só manter".

 

Sobre a proposta para a aquisição do William pelo City, afirma que "por 30 milhões mando a bota e sem pitons".

 

Quintela vai produzindo manifestos em forma de editóriais no Jornal do Clube onde regista a narrativa que o presidente nem fala assim tanto.

 

Isto é apenas uma pequena parte e Francisco Geraldes continua sem jogar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:34



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D