Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É pouco...(ou a espera das facções)

por Trinco, em 07.02.17

the-waiting-game.jpg

 

Madeira Rodrigues apresentou-se no momento certo. Apresentou-se a 15 de Dezembro, com o Sporting no 3º lugar a 5 pontos do líder, acabado de passar aos 1/4s de final da Taça de Portugal e ainda com a Taça da Liga para disputar.

 

Não teve medo, assumiu-se quando considerou ser o momento e sem esperar estratégica e cinicamente por outras movimentações. Não fazia parte do "star system" de Alvalade, sendo um quase um desconhecido mas podendo também por isso capitalizar a vontade de mudança e o enfado dos mesmos nomes de sempre. Mostrou-se nervoso, algo inexperiente e com falhas, como seria de esperar, mas demonstrou-se convicto e positivo, num discurso com elevação.

 

Manteve-se razoavelmente contido até ao momento da apresentação da candidatura e programa. Aí, ganhou algum impulso. Mas falhou em manter o momento. Falou em trabalho de equipa mas aparece sempre sozinho sendo praticamente o único elemento activo da campanha. Apresenta algumas medidas e propostas mas não as consubstancia ou explica. Silencia-se e some-se na abordagem corrente ao Sportinguista e desperdiça tempo e o espaço que deveria ganhar e marcar como seu.

 

Até à formalização das candidaturas perante o Presidente da Mesa da Assembleia Geral cede inesperadamente ao pior tema que poderia escolher (o seu adversário), fazendo deste o seu foco recorrente nas suas comunicações, colocando-se a jeito dos detractores que o carimbam, como sem ideias e como apenas um "hater". Isto para já não falar das várias vezes que colocou alvos nos seus próprios pés e sem temor descarregou chumbo neles.

 

É neste período, entre estes 3 momentos, em que a tempestade pouco previsível até há uns poucos meses atrás acontece, que várias facções, até então cristalizadas nas suas próprias estratégias, tímida e tardiamente se movimentam, de maneira a procurar outra solução. Estas vêm em Madeira Rodrigues alguém mal preparado e sem capacidade de catalisar o descontentamento. Vêm nele uma solução fraca, valendo 5 ou 10% no máximo, mas não se assumem o seu valor intrínseco e a vontade de mudar.

 

Os bons (com aspas e sem aspas) acomodam-se nas suas trincheiras a ver o circo a arder e o Clube a deteriorar-se e a jogar mais uma vez o "waiting game" até que as condições sejam optimizadas na sua ideia estratégica, sem perceber que o futuro ainda não existe e que é no presente que o mesmo se constrói. Jogam numa crença de falhanço a prazo e tornam-se cúmplices do que venha a acontecer a 4 de Março. Jogam todos na convicção que Godot aparecerá. E o Sporting, adia-se novamente!

 

E desperdiçam o que identifico como uma considerável onda escondida de descontentes do rumo e da presidência de Azevedo de Carvalho, que não falam e não assumem, até para não sofrerem as consequências disso, mas reconhecem individualmente a necessidade de um basta e de uma mudança. Anónimos estes que, ao mesmo tempo que esperam e desesperam por uma solução que os agarre, se mostram muito reticentes na solução que se lhes coloca à disposição.

 

É óbvio e evidente que Azevedo de Carvalho está confortável e confiante pois não vê no seu adversário um oponente à altura, permitindo-lhe a proverbial arrogância e narcisismo funcional e começando já a recorrer às suas tradicionais estratégias de baixa política. Demonstra mais desconforto com o que vai sendo dito e escrito por jornalistas e rivais, que pelo seu adversário. Já Madeira Rodrigues tarda em mostrar conhecimento (e quando falha fica a dúvida sobre a existência do mesmo), tarda a marcar a agenda eleitoral, tarda em aproximar-se dos Sportinguistas e tarda em mostrar real vontade e aptidão de ser Presidente do Sporting. Se vai a tempo? O tempo o dirá, mas diria que as coisas não correm a seu favor e que os debates (ainda que não os considere decisivos numa eleição de Clube) poderão ser demolidores se ele não evolui. Resta saber se ele acha que precisa evoluir, se ele quer evoluir, se ele evolui. Ou se acha que dizer que a 4 de Março será presidente é suficiente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D