Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Duplo Jackpot

por Trinco, em 28.08.16

header-jackpot.png

 

O Sporting, através de Azevedo de Carvalho, conseguirá por estes dias um duplo jackpot.

 

Vende João Mário ao Inter por €40M e venderá, ao que tudo indica, Slimani para o futebol inglês por perto de €30M

 

João Mário, no Clube desde 2006 quando entrou para os Sub11 vindo do Porto (bem dita deslocalização familiar), será, na minha opinião, apenas o melhor produto da formação do Clube desde Cristiano Ronaldo. Depois de um proveitoso empréstimo ao Vitória de Setúbal de Couceiro onde cresceu, conquista o seu espaço com Marco Silva na época seguinte e afirma-se com Jorge Jesus ao ponto de chegar a titular da selecção que se sagra Campeã Europeia.

 

Slimani chega ao Clube em 2013, por um valor irrisório no que é inegavelmente um dos poucos tiros certeiros de Azevedo de Carvalho, etiquetado de tecnicamente pouco evoluído, mas compensando claramente na entrega, tendo sido quase sempre indiscutível com Jardim, Silva e Jesus, muito também por conta de uma persistente falta de alternativas. Tem neste momento 28 anos.

 

Estas vendas são boas. São excelentes negócios. Slimani será mesmo o grande negócio de Azevedo de Carvalho. Infelizmente no meio dos quase 70 jogadores profissionais já contratados será caso quase singular.

 

E João Mário também, mesmo não cumprindo a promessa de só sair pela clausula. É que €40M+€5M por objectivos não é a clausula, por mais que queiram enfeitar o embrulho.

 

E o facto de estas vendas extraordinárias pouco acontecerem em mandatos anteriores, pelas mais variadas razões, não faz delas agora actos de gestão de excelência. Fez o que lhe competia. Apenas e só! E ainda bem! Fez o que fazem quase todos os clubes Portugueses à sua escala. Já vai sendo tempo de mudar de benchmark para avaliar esta gestão...

 

São valores que bem aplicados poderão dar ao Clube boas perspectivas de futuro. Infelizmente, tendo em conta a linha de rumo poderá não ser assim tão linear, verificando as várias apostas falhadas, umas por incompetência na avaliação global dos jogadores, outras por capricho. E temo só de pensar no que acontecerá em ano de eleições...

 

Mas são vendas normais (dentro da anormalidade que são por agora os mercados das transferências) numa gestão de um Clube que infelizmente continua vendedor (e assim terá que continuar a ser) e dependente destas vendas extraordinárias. E como desesperava a SAD e a sua administração por elas acontecerem como prova a abordagem ao mercado, as contas dos trimestres passados e os compromissos assumidos. 

 

E aqui está possivelmente o maior problema, Quase 4 anos depois, continuamos dependo destas receitas extraordinárias, tal como dependemos nos anos anteriores, para manter a actividade dentro dos padrões minimamente exigíveis. Pouco mudou no paradigma do funcionamento económico-financeiro do Clube. O que muda, infelizmente para nós é que infelizmente o filão da formação parece estar a morrer e não é com empréstimos ou contratações de jogadores acima dos 25 anos que estas mais-valias se voltarão a produzir.

 

Já Jorge Jesus fica mal na fotografia, reclamando arrogantemente (o normal...) os louros destas vendas para ele, esquecendo que não fosse o que aconteceu em França neste Verão dificilmente as coisas teriam este desfecho, omitindo uma série de jogadores que ele efectivamente desvalorizou, afirmando que por esta altura no ano passado ninguém queria nenhum dos nossos jogadores o que é pura e simplesmente mentira!

 

P.S. Hoje é dia de vestir a verde-e-branca e esperar que mais logo, se atinja o triplo-jackpot em Alvalade! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:53


19 comentários

De Ceoma a 28.08.2016 às 11:44

Eu vou acompanhando o vosso blog, como tantos outros que sigo, leio e comento.
Uns mais "seguidistas", outros mais contestatários, contudo todos sofrem do mesmo, a paixão pelo grande clube que é o Sporting.

Nem tudo tem sido perfeito.
São muitos jogadores os se têm contratado e poucos aqueles que se têm vendido com lucro.
Contudo, parece-me que invocar (com ironia) a cláusula dos 60M neste negócio de João Mário não tem sentido. Provavelmente se não se tivesse deixado sair o jogador por teimosia em atingir os 60M, estaria a ler aqui que seria um crime lesa clube e que dever-se-ia chamar o responsável a tribunal.

O Slimani se sair, será um excelente negócio, apesar da perca óbvia para a equipa. Mas se se realizar a venda, passa a figurar como o melhor negócio inteiramente exclusivo desta direção que tanto tem sido criticada. Sim no meio de tantos mal fosse .. também se pode dizer!

De Trinco a 28.08.2016 às 13:11

Nenhuma ironia! Aliás, reitero o que escrevi. Grande negócio, até por isso. Por não ter cedido ao orgulho teimoso do que afirmou (e foi o Azevedo de Carvalho que o afirmou). Fazê-lo, sim, seria dramático.

Sim, Slimani será "o" negócio desta administração. O grande problema é a taxa de acerto...É que fazer isto não é fácil. Comprar barato e vender caro. Mais a mais em sénior. Mas não se pode "viver" dessa sorte. Nem planear a partir duma excepção. E a verdade é que na maior parte dos outros, os baratos , não deram valor acrescentado, e os caros, poucos mal cobriram os custos, sendo que ainda há muitos que nunca tiveram hipoteses sequer de ser mais valias desportivas ou financeiras. E como já respondi num comentário a post anterior, entulho é entulho. Tenha a assinatura do Lopes, tenha a assinatura do Carvalho, seja barato, seja caro e nunca poderá ser aceite como normal numa gestão. Pelo menos até a taxa de acerto ser substancialmente maior...

De ricardo a 28.08.2016 às 11:55

Quem diria o malvado Azevedo De Carvalho que além do pavilhão ( coisa que os croquetes nem queriam fazer ) , ainda foi capaz de vender dois jogadores por 75 milhões , quando no tempo do JEB davam o capitão de equipa ao Porco onde andavam estes senhores ?

De Trinco a 28.08.2016 às 13:03

Oh Almeida, vê se começas a ler as respostas que te dão às patetices que debitas. É que se não ficas ainda a parecer mais aqueles malucos que andam na rua a falar sozinhos.
Vai lá ler, vai...

De ricardo a 28.08.2016 às 15:34

Avançado holandês Bas dost já assinou que saudades quando os nossos avançados eram o Ricky, Viola, Ribas, Bojinov, esses sim muito bons .

De Trinco a 29.08.2016 às 09:14

Oh Almeida, queres mesmo falar de avançados? Com Cissé, Shikabala, Tanaka e barcos no currículo? Para já não falar dos contratados e dispensados ou emprestados da B? Tem juízo!

De Anonymous a 28.08.2016 às 15:44

Convém repor a verdade sobre o pavilhão. Uma mentira repetida...

E do Pavilhão, convinha também perceber que
i) não houve pavilhão no estádio por decisão dos sócios (parece que agora ninguém votou a favor de nada...) e
ii) quem é responsável pela possibilidade de haver pavilhão é F Soares Franco, inicialmente provocando a constituição de um tribunal arbitral em 2007 num diferendo com a CML, com sentença a 2008, negociação, proposta e celebração de protocolo com a CML em 2009 e inicio do procedimento do plano de pormenor em 2010 e que só foi integralmente aprovado pela AML a 12 de Março de 2013 e publicado em DR a 2 de Maio de 2013, possibilitando neste momento (e apenas neste mandato) a construção do Pavilhão, onda que tão alegremente se cavalga, com os olhos em Março do ano que vem!”

De comentador desportivo a 29.08.2016 às 11:27

Excelente comentário, o meu agradecimento por repôr a verdade.

Muitos querem adulterar esses factos, devido a interesses pessoais, com o intuito de manipular os adeptos.

De Trinco a 29.08.2016 às 11:37

Gostava era que o anónimo autor não fizesse a mera colagem de algo que não é de sua autoria sem dar o crédito devido ao legitimo autor...
Na realidade o comentário é cópia de algo que tinha escrito nos comentários do post "mais números" ] http://diadoclube.blogs.sapo.pt/mais-numeros-89445 ] e depois parcialmente repetido em "Obrigado" [ http://diadoclube.blogs.sapo.pt/obrigado-88577 ]

De Profeta a 30.08.2016 às 01:06

E foi em 2012 que os sócios aprovaram em AG o nome do pavilhão.

De Profeta a 28.08.2016 às 13:39

Pode parecer má-fé da minha parte (não escondo que não quero BdC no Sporting), mas a venda do Slimani foi sorte. Slimani tinha 25 anos, e teoricamente era tão bom como a quase centena de flops que entretanto foram contratados.

Aliás, esses 30 milhões chegam sequer a compensar os gastos em flops, seja em contratações ou ordenados, caro Trinco?

De Trinco a 29.08.2016 às 09:23

Não tenho dados para responder a isso. Reafirmo que Slimani é um grande negócio (sorte à mistura e tudo que também faz parte) como reafirmo o lamento de após 3 anos e meio ser caso único.

De André Carreira de Figueiredo (ACF) a 28.08.2016 às 14:06


Uma pequena correcção, se me permitem. O João Mário Eduardo estava no Sporting desde 2003. Ele durante a segunda metade de 2006 já estava integrado nas equipas Sub-14(Iniciados B e Iniciados C) da Academia de Alcochete.

S.L.

De Trinco a 29.08.2016 às 09:11

Lamentável erro de digitação que me passou despercebido

De HY a 28.08.2016 às 17:37

Tem razão. Fez o que lhe competia. Assim o tivessem feito outros antes dele.

De comentador desportivo a 28.08.2016 às 22:42

" Já Jorge Jesus fica mal na fotografia, reclamando arrogantemente (o normal...) os louros destas vendas para ele, esquecendo que não fosse o que aconteceu em França neste Verão dificilmente as coisas teriam este desfecho,"

Caro Trinco


Este é o ponto "chave", que a propaganda manipuladora tem tentado esconder, chamando os louros a esse empresário de "nomeada" com várias empresas falidas e ao treinador que ganha uma fortuna, mas que não justifica o que ganha.

Faz lembrar quando foi eleito depois do "golpe de estado" os títulos eram dele, e os resultados menos bons eram dos outros.

É óbvio que foi o europeu que permitiu que os jogadores fossem negociados por mais do dobro.

Com propaganda desta, dirigida a pessoas da pré primária, saem sempre em "lucro".

De Rui Martins a 29.08.2016 às 02:35

"bem aplicados"... Não serão nunca bem aplicados.

25% da cláusula do JMário será para um fundo.
50% será para a banca (30% para pagar divida e 20% para uma conta de reserva)
O clube só fica com 25%.
No caso de Slimank, 20% é para o antigo clube e mais 50% para a banca.
São 30%.

Portanto de 70 milhões, só 19 podem ser usados pelo Sporting, livremente.

E para não falar das comissões.

E depois há a questão da famosa "oferta" de 30% da SAD ao sobrinho.

De Trinco a 29.08.2016 às 09:22

Seja o que for, que sejam bem aplicados (preferencialmente, na minha opinião em investimentos a médio prazo que possam vir a dar mais-valias). E mesmo a parte que couber á banca abate no passivo, o que só pode ser considerado bom.

De comentador desportivo a 29.08.2016 às 11:50

"25% da cláusula do JMário será para um fundo."

Mais um erro crasso que ninguém comenta, e que a máquina de propaganda tentou abafar utilizando aquela táctica de que a melhor defesa é o ataque.

Esses 25 % são muito dinheiro numa verba destas.

O passe quando foi alienado, o jogador não era "ninguém" futebolísticamente falando.

Quando o jogador começou a ser integrado na equipa principal e a afirmar-se, ou melhor antes disso, nos treinos, pois eles tinham a possibilidade de verificar o seu desenvolvimento, enquanto o fundo não, isto é, tinham informação que o fundo não tinha, deveriam ter avançado para o "resgate" dos 25% que tinham sido vendidos.

Mas não, não compraram, e ainda tentaram iludir os Sportinguistas, que os passes tinham sido todos resgatados.

Isto revela várias coisas, além da tentaviva de ludibriar os adeptos, revela incompetência empresarial, e o não acreditar nas potencialidades do jogador, ao contrário do que a propaganda tenta passar.

Se assim não fosse, teria que ser considerado gestão danosa.

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D