Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Decisivo!

por Lizardo, em 26.10.16

underpressure.jpg

 

O Sporting é o Clube dos jogos decisivos. Poucos dias após um jogo decisivo para a continuidade na Champions, eis que, em finais de outubro, vamos entrar na Choupana na Madeira para jogar um jogo decisivo para as aspirações internas de vencer a Liga. Nem cheira a Natal ainda!


Não era de todo expectável em Agosto este cenário. Depois de um investimento desta dimensão, com tantos jogadores contratados, pensar que correríamos o risco de ter uma época com semelhanças à última de Godinho Lopes era para rir.

As semelhanças são muitas, jogadores internacionais, caros, bem pagos, que não produzem. Resultados surpreendentes como a derrota por três a zero em Vila do Conde ou o empate em Guimarães. O fraco futebol apresentado na última jornada com o Tondela, a atitude dos jogadores dentro de campo, e depois no parque de estacionamento onde se passaram cenas lamentáveis entre atletas e adeptos.

 

O Sporting não pode viver constantemente com o credo na boca. Ao contrário da boçalidade habitual do Presidente, “Resultados certinhos quando isto começar a funcionar”, citando a personagem ontem na apresentação do Almanaque na Loja Verde, começa a ser cómico e acima de tudo trágico ouvir Bruno de Carvalho. Esta frase revela um homem sem muitos argumentos a pedir o que já não pode pedir, tempo, passados mais de três anos da sua gestão.


Que sexta-feira se comemore na Madeira, no campo e no Vespas, no Casino e nas ruas, que se faça a festa de uma grande vitória e de uma grande exibição.


Que se torne fácil um jogo que se avizinha difícil. Que se prove e se acabe com todas as especulações que os jogadores não estão com o treinador, que o treinador não está com o Presidente e que o Presidente não está com ninguém.

Vençam por nós, que bem precisamos de continuar a ter esperança em vencer. Pois é a única esperança que este “novo Sporting” nos pode oferecer.

 

Que compreendam de uma vez por todas que as grandes respostas aos Pedros Guerras são dadas dentro do relvado, é aí que se afirma o poder e não em textos miseráveis e pobres, que em nada enobrecem o Sporting no Facebook ou em declarações brejeiras nos programas de TV.

O cerco começa a apertar, começa a não existir muita escapatória, nem mediática nem estratégica, ou vencem ou vencem. Outro resultado que não seja a vitória na sexta-feira deveria obrigar a uma ação de auto-avaliação e têm que rolar cabeças.


Março é ainda uma visão demasiado longínqua, e o Sporting não tem tempo para mais circos e palhaços sem piada e sem clientela!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54


2 comentários

De O refilão a 26.10.2016 às 10:13

Não fosse este mandato envolto em mentiras, oportunismo, falta de educação; enfim, do pior que um lampião pode ter; estar à 8º jornada a 5 pontos do 1º classificado, quando esse mesmo 1º classificado ainda não disputou nenhum clássico (embora em 8 jornadas só tenha jogado 3 vezes em casa!) não seria dramático.

Só que a falta de projecto sempre foi tão óbvia, que as coisas estão hoje nestes termos.

E uma vitória na Madeira e uma sequência de bons resultados só irá adiar o inevitável, e sinceramente, acho que esse "inevitável" deveria vir o mais depressa possível.

É preciso "desminar" a casa e recomeçar um novo projecto, onde se olhe com ambição desportiva, mas sempre dentro daquilo que é a forma de estar do Sporting, onde se respeite e se fale sempre verdade.

Sempre foi óbvio que isto não iria acabar bem...

De Trinco a 26.10.2016 às 12:16

Um "do or die" ainda em Outubro é algo de lembrar outros tempos...

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D