Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



De Stromp ao Leões

por O 6º Violino, em 20.12.17

Grupo_Stromp.jpg

O Sporting Clube de Portugal sempre foi um Clube cheio de grupos e "grupetas". Desde os Cinquentenários, passando pelos Stromps, às diversas claques, etc....

Historicamente sempre fomos um Clube dividido, com facções, em que cada um quer ser Rei da sua quinta. Sempre existiu autonomia em cada um dos grupos. De fora sempre existiram uma série de criticas, por exemplo, ao Grupo Stromp, aos Cinquentenários e até aos Leões de Portugal, mesmo sendo um grupo de leões e leoas com o objectivo de solidariedade e ajuda a pessoas idosas e com mais carências.

Recentemente o Grupo Stromp viu eleito um novo Presidente, Tito Arantes Fontes, ex-candidato nas listas de José Couceiro. A eleição é feita por nomeação directa pelo anterior Presidente, obviamente depois de várias reuniões e consultas com os membros do grupo. 

Recordo aqui, para os mais distraídos, que Tito Fontes foi advogado de José Eduardo Bettencourt no processo que lhe foi movido pela  actual direcção após a auditoria efectuada. 

Adianto também que não foi a primeira escolha, e que mesmo assim a azia criada em Bruno Miguel foi tremenda. Sinal de que ainda existe um "nicho de mercado" onde o populismo ainda não entrou na sua totalidade.

Passemos então ao assunto "Leões de Portugal".

Começo por afirmar de inicio que não nutro qualquer simpatia por Menezes Rodrigues enquanto dirigente. O mesmo tornou publica a sua saída durante o dia de ontem, de Presidente dos Leões de Portugal. 

Os Leões de Portugal são desde a sua criação uma instituição respeitada pelo universo Sportinguista, independentemente da sua facção. E muito bem, acrescento eu.

Desde a entrada de Bruno Miguel no Clube, e com a criação da Fundação Sporting, este tem tido como objectivo "esvaziar" o sentido da existência dos Leões de Portugal, com o objectivo de puxar para si os frutos do trabalho desenvolvido.

Não creio que Menezes Rodrigues tenha saído pela colagem que Bruno Miguel lhe fez a supostas reuniões com elementos do clube rival. Do que se conhece de Manezes Rodrigues, nunca precisou de autorização para se dar com quer que fosse, nem nunca precisou do Clube para sobreviver. Todos temos amigos de vários clubes e todos somos livres de nos darmos com quem entendemos, desde que não haja traição ao bem comum, no nosso caso, o Sporting. Ao contrário do que se tentou passar tantas vezes, são vários os testemunhos de que se deslocava várias vezes aos núcleos, em viatura própria, quando era vice-presidente para essa área. Em frente.

Os Leões de Portugal, dando seguimento ao excelente trabalho efectuado desde sempre, estão perto de fechar um acordo com o município de Lisboa para a abertura de um Lar de Idosos na Alta de Lisboa. 

O que se lamenta é que Bruno Miguel ao saber disso, tente travar o processo e queira levar para a Fundação o fruto do trabalho de pessoas que têm vindo a trabalhar por carolice e amor ao próximo.

Para tal prepara-se para indicar para sucessão de Menezes Rodrigues alguém que anda sempre a navegar na "maionese", José Eugénio Dias Ferreira, um dos seus novos fanáticos, que, com a colaboração da ex-mulher e do seu filho Carlos André Dias Ferreira, se preparam para tomar conta da gestão da instituição e ceder aos caprichos e dislates de Bruno Miguel, como tão bem já fazem na televisão do Clube/Bruno, secando assim a instituição e promovendo a "sua" Fundação. Chama-se a isto um "polvo do Carvalho".

SL

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:32



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D