Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cruel

por Trinco, em 15.09.16

image.jpg

 

Não haverá outra palavra na língua portuguesa que tão bem caracterize os últimos 5 minutos do jogo de ontem.

 

Contra todas as realistas expectativas, o Sporting dominou, dentro e fora de campo no Barnabéu, superiorizou-se durante largos períodos do jogo e se um empate já se poderia considerar lisonjeiro para o adversário, os zero pontos e zero euros com que se sai de Madrid são de uma crueldade e injustiça gritante.

 

Uma exibição extremamente personalizada, numa equipa suficientemente alterada nas suas pedras base para se poder considerar ainda em aprendizagem (e isso foi mais notório com as substituições), mas seguramente das melhores que o Sporting terá feito em competições europeias, e logo perante o actual Campeão Europeu.

 

Fora de campo, parecia Alvalade. E está tudo dito.

 

Que da derrota e da frustração se retirem as lições do muito, de muito bom que foi feito, e que isso se torne em força animica e confiança. Há uma época em que é obrigatório, sem aspas, ganhar tudo!

 

[Fotografia de Jorge Amaral para O Jogo]

 

P.S. Não, aqui não desejamos derrotas do Sporting, independentemente da concordância ou discordância do proprietário do rabo que se senta na cadeira do poder. Antes de 2013 ou depois de 2013.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 09:37


11 comentários

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 08:47

Caro Trinco

Penso que é apenas um jogo, e não deve ser levado nesses termos.

Eu apesar de ser Sportinguista sempre tentei analisar um jogo de forma racional e menos emocional.
Um jogo só acaba quando o árbitro apita.
E quando é o Sporting a ganhar nos últimos minutos?
Alguém leu o que alguns sportinguistas dos que dizem que o Sporting é deles escreveu sobre o empate do Benfica?
O treinador prejudicou a equipa com aquele comportamento que está habituado a ter no campeonato português para pressionar os árbitros.
Cá os árbitros obedecem, lá fora não.
Por isso ele é que devia ser seriamente penalizado financeiramente, como ele admitiu só perdemos o jogo porque ele não estava no banco.
Mas como eles são velhacos do intelecto, tentam vender aos Sportinguistas que a culpa foi do árbitro, pois estava comprado, e a ladainha do costume, tentando esquivarem-se das suas responsabilidades.
É aquela estória, quando as coisas correm bem, o mérito é deles, quando correm menos bem, tratam de construir uma narrativa para colocar as "culpas" em alguém, e o treinador do Sporting é useiro neste tipo de comportamento, a "culpa" é quase sempre dos outros quando as coisas não correm bem.
Aqueles posts no facebook do funcionário da comunicação do clube e do "presidente" são bem reveladores do nível a que chegou o clube.
São pessoas que não têm credibilidade e são de uma hipocrisia enorme, basta relembrar a arbitragem contra o porto em que o Sporting foi escandalosamente beneficiado e o que foi dito por esta gente depois do jogo, e a narrativa que já meteram a circular neste jogo em que houve erros, mas para os dois lados, e além do mais foram erros banais.
Gente desta mete nojo,asco.





As substituições tiveram efeito no rendimento da equipa.

De Trinco a 16.09.2016 às 09:07

Mas o falar de cruel injustiça não implica estar a inferir que esta tenha origem exclusiva, ou sequer fundamental, no árbitro. Como não apaga os erros que cometemos.

Continuo a dizer que foi uma enorme exibição na casa do Campeão Europeu, em que dominámos a maior parte do jogo e em que merecíamos claramente mais.

Os "eus", os "eles" e outros sujeitos gramaticais, aqui, pouco me interessam

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 09:51

"Mas o falar de cruel injustiça não implica estar a inferir que esta tenha origem exclusiva, ou sequer fundamental, no árbitro."

Eu percebi.
O comentário que fiz é que não ficou bem estruturado, e pode ter levado a essa leitura.

Quando me referi ao "cruel" é que é apenas um jogo de futebol, e acho que é um termo forte para se utilizar.

O comentário que escrevi sobretudo visava o comportamento hipócrita das pessoas do Sporting é nosso, e do treinador.

De Trinco a 16.09.2016 às 09:55

Mas eu acho que foi mesmo cruel. Ao nível da importância dum jogo de futebol, ainda que pelas circunstancias e adversário acabasse por poder ser considerado mais que apenas um jogo, mas foi cruel. E injusto. Como também já aconteceu ao contrário.
Dos comportamentos, mas que a hipocrisia, arrogância e até egocentrismo, nos resquícios deste jogo, o que me está a "custar" é a profunda esquizofrenia de muitos.

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 10:07

Como disse alguém, parece que saíram do Júlio de matos.

" comportamentos, mas que a hipocrisia, arrogância e até egocentrismo"

Estes comportamentos advém de personalidades desiquilíbradas.

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 08:57

"Contra todas as realistas expectativas, o Sporting dominou"

"superiorizou-se durante largos períodos do jogo"

Estou de acordo.
Contudo não foi bem contra todas as expectativas, havia esta possibilidade, que era a do Real entrar em campo desmotivado, relaxado, e foi precisamente isso que aconteceu, eles entraram em campo como se estivessem a jogar um jogo solteiros contra casados e não de CL.

E quando eles despertaram, carregaram e criaram várias oportunidades.

De Trinco a 16.09.2016 às 09:03

Discordo totalmente! O Real jogou apenas o que o Sporting deixou jogar durante uma parte substancial do jogo.

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 09:57

Caro Trinco

Respeito a sua visão do jogo.

Mas permita-me fazer-lhe estas perguntas, costuma ver os jogos do Real?
Acha que aquele plantel só joga aquilo, ou costuma jogar com a intensidade que começou a jogar nos últimos dez minutos?

De Trinco a 16.09.2016 às 10:19

Acho que nesta altura da época sim. Ou melhor, fazem mais mas foram surpreendidos pelo Sporting que conseguiu de forma muito solidária, contrariá-los. Até o Ronaldo reconheceu isso!

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 12:01

" Ou melhor, fazem mais mas foram surpreendidos pelo Sporting que conseguiu de forma muito solidária, contrariá-los"

Eu não refuto isso, aliás se reparar no meu comentário eu disse isso.

" "Contra todas as realistas expectativas, o Sporting dominou"

"superiorizou-se durante largos períodos do jogo"

Estou de acordo."

O que eu reitero, é que o Real entrou no jogo como se fosse jogar um joga de solteiros contra casados.
Se este fosse o Real normal, o Sporting estava sujeito a ser campeão europeu.

" . Até o Ronaldo reconheceu isso!"

Ele diz precisamente o que eu penso.

"Entramos passivos"

"Foi um aviso" referindo-se á displicência com que entraram

"já não há jogos fáceis, equipas fáceis"

Estas declarações foram feitas á sportv, onde também diz que o sporting esteve bem.
Vai de encontro precisamente ao que eu digo.

De Trinco a 16.09.2016 às 12:13

Acho que neste momento da época este é o Real que há. Entraram mais lentos e passivos, por considerarem o adversário se submeteria ao seu domínio e que o seu ascendente aconteceria de forma natural. Mas também porque neste momento, de forma continua, não conseguem ser perto do que serão no final da época.
Mas foram surpreendidos e foi o Sporting que os obrigou a reagir e fez tardar a eficácia dessa reacção.
Sinceramente não consigo manchar o mérito do que fizemos com o demérito do que fez ou deixou por fazer o adversário. Mesmo tendo nós perdido e eles ganho.

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D