Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Consistência

por Lizardo, em 27.10.15

paulo bento 1.jpg

São as vitórias que unem os Sportinguistas. O que se passou no passado domingo no Estádio da Luz foi uma prova categórica, mais uma, e não é de agora, que o Sporting é um Clube tão grande como os maiores da Europa.

Relembro a vitória no Dragão na época passada para a Taça de Portugal que vencemos em mais um jogo épico contra o Braga, o grande jogo na época de Domingos contra a Lazio, a caminhada de Sá Pinto na Liga Europa, em especial os dois jogos contra Manchester City.

Impossível esquecer os grandes jogos de Peseiro, os jogos de loucos contra Newcastle e um AZ na Holanda, equipa poderosa e que viu muitos jogadores saírem para grandes europeus.

Não podemos esquecer também o jogo de loucos em Alvalade contra o Benfica, onde Paulo Bento recuperou de um resultado negativo e calou Rui Costa enviando cinco golos contra três dos de Carnide.

Nos últimos anos muitos foram os grandes momentos. Mas tem faltado a consistência que nos permita estar no topo e chegar ao final das competições e vencer.

Com Paulo Bento vencemos Taças de Portugal e Supertaças, tal como agora com Marco Silva e Jorge Jesus.

Mas queremos mais. E o mais são os grandes títulos. O campeonato e porque não, ambicionar vencer uma competição europeia como a Liga Europa.

A mudança de mentalidade e de organização com Jorge Jesus é notória. O Sporting num curto espaço de tempo tem um futebol mais cerebral e mais elaborado. Não é uma equipa perfeita mas dá indicadores que o futuro pode ser brilhante e a curto prazo.

 

Mas para brilhar no futuro é necessário paz e alguma serenidade em torno do Clube. Bem sabemos que nos andamos a divertir bastante com o Benfica. Tudo o que se passa atualmente é exatamente isso, uma brincadeira, e eu adoro brincar com o Benfica, “isso me envaidece”. Mas é necessário saber e bem gerir os tempos de ataque.

 

Nem quarenta e oitos horas depois do Derby e já o nosso Presidente dava nova entrevista a uma rádio de expressão nacional.

Compreendo que agora tem que continuar a alimentar o monstro que criou, sob pena de cair no ridículo das suas afirmações não terem conteúdo ou qualquer validade.

Lembro os anos de Dias da Cunha, quando declarou guerra contra o Sistema, que destapou e revelou à nação desportiva os podres do futebol. Lembro-me de muitos apoiantes na época, hoje contra, a forma entusiástica com que foram para a guerra. Ganharam minutos e minutos de tempo de antena, davam opiniões, promoviam a contrainformação, e dentro de campo, o grande artista João Pinto centrava para Jardel ir resolvendo. Uma época histórica.

Convém não esquecer que o Sporting marcou várias vezes três golos no novo Estádio da Luz, sem pesquisar tenho na memória alguns jogos, um para o Campeonato que vencemos 3-1 e outro para a Taça que empatámos 3-3 nos 90 minutos e fomos eliminados.

Estas façanhas não devem ser elevadas ao extremos. Já aconteciam, faltava a consistência para depois manter estas exibições contra o Paços de Ferreira em casa ou contra qualquer equipa de segunda linha nas competições europeias. E da euforia à desilusão nem 90 minutos são necessário.

Tudo é efémero no futebol, vamos saborear esta vitória durante o máximo tempo possível, e espero esquece-la na próxima derrota do Sporting ou resultado negativo, que só pode acontecer depois de o título de campeão garantido.

Silêncio, que se vai cantar o fado, e o fado canta-se no relvado. A esses que jogam é que nunca lhes pode doer a voz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:09


6 comentários

De Leão Zargo a 27.10.2015 às 18:32

Nestas alturas, há quem lhe pareça que o copo está meio cheio, há quem garanta que está meio vazio. Depende do enfoque e daquilo que se valoriza em determinado contexto. No caso do Sporting, considero que o copo ainda está meio vazio porque, naquilo que é estrutural há falta de coerência devido ao foguetório provocado pelo vício do tacticismo.
Mas, como sublinha o Lizardo, a presença de Jesus constitui uma vantagem muito grande pelo enfoque que ele dá à realidade.

De comentador desportivo a 27.10.2015 às 20:44

" No caso do Sporting, considero que o copo ainda está meio vazio porque, naquilo que é estrutural há falta de coerência devido ao foguetório provocado pelo vício do tacticismo."

Leão Zargo
este indivíduo que tomou o clube de assalto, só o conseguiu através de mentiras, ou se quiser, através de propaganda.
Se á coisa que a seita demonstrou foi incoerência.
O projecto deles está baseado na propaganda, ou melhor eles não têm projecto, têm estórias para vender. Para esta gente vale tudo, o que hoje é verdade, amanhã é mentira. Defendem uma coisa num dia, e no dia a seguir, o oposto.
Ele não tem nada para oferecer, só está lá para tirar, para o bolso dele, e do resto da seita.
Eles têm que andar a criar conflitos constantes, e em constante propaganda, para tentarem ocultar a incompetência deles.



De Leão Zargo a 27.10.2015 às 21:15

Comentador desportivo
Sim, tem razão, mas a realidade só aguenta essa propaganda mentirosa até um certo dia. Depois, não há frenesim e retórica manhosa que impeçam o azeite de vir ao de cima.
Um abraço leonino

De Anónimo a 27.10.2015 às 19:30

" e outro para a Taça que empatámos 3-3 nos 90 minutos"

Este jogo foi um hino ao futebol, sem dúvida um dos melhores jogos nacionais dos últimos vinte e tal anos.O Paito jogou tanto, gostava muito desse jogador, e não sei porquê, não conseguiu continuar nesse nível. Tinha enorme potencial.
Só me apetecia dizer, não parem.

" os jogos de loucos contra Newcastle"

Não me lembro se foi nesses jogos, mas num em newcastle, o pereirinha jogou tanto, tanto, foi enorme.
Mais um jogador que gostava, com potencial, e depois por enumeras razões não se afirmam, ás vezes treinadores, outras vezes situações familiares, entre outras.

" Mas queremos mais. E o mais são os grandes títulos. O campeonato e porque não, ambicionar vencer uma competição europeia como a Liga Europa. "

É algo que eu considero quase impossível, não temos plantel, estrutura, nem organização.
Tudo é possível no futebol, mas será dificílimo, a nível interno, temos planteis mais fortes que o nosso
Os do norte nestes últimos dois anos têm tido planteis de sonho, que não me recordo de nenhum parecido no futebol nacional, mas com aquele treinador tudo é possível. Os de carnide, apesar de terem desinvestido bastante, ainda têm um plantel superior ao nosso, o treinador, é que tem vacilado.
Nós temos um treinador experiente, que tem conseguido pontos, mas não proporciona qualidade, também porque a equipa tem poucos artistas.
Há também um factor, o controlo antidoping introduzido á dois anos, que fez com que as equipas do norte perdem-se muito "gás", aquelas que jogam para a manutenção.
Essas equipas apresentavam uma intensidade de jogo impressionante, era de princípio ao fim sempre a fundo.
Por exemplo, a pontuação que fizemos o ano passado, tem a haver com isso. O braga e o porto, também perderam numa capacidade, nota-se mais nós minhotos.

De comentador desportivo a 27.10.2015 às 20:12

Correcção,
O braga e o porto, também perderam muita capacidade, nota-se mais nos minhotos.

De comentador desportivo a 27.10.2015 às 19:32

Esqueci-me de colocar o nome no comentário anterior

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D