Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Bola ao cesto

por O 6º Violino, em 24.09.15

basq.jpg

Porque o Sporting está longe de apenas ser só futebol, a minha estranheza quando li que o Clube acaba de desistir de participar na segunda fase da Taça Vítor Hugo, depois de copiosas derrotas frente ao GDESSA e União Sportiva, na primeira fase da prova.

Alega o Sporting que tem actualmente cinco atletas lesionadas. Está, obviamente no seu direito, mas este género de provas sem muito interesse competitivo, não serve para afinar a equipa para a temporada que se avizinha? Mesmo que não participe parte do plantel? Não serve, este tipo de prova para rodar o plantel?

É bonito da nossa parte abandonar uma competição a meio?

Terá existido concordância e aval da direcção?

Há muitos anos no desporto, não me lembro de algo do género no nosso Clube.

Mudam-se os tempos, mudam-se os hábitos...

SL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:04


2 comentários

De Fernandes a 24.09.2015 às 19:02

É uma decisão que revela profundo amadorismo. Desde quando é que as equipas desistem de competições oficiais porque têm atletas lesionados? Isso vê-se é em clubes de bairro.

E tendo em conta que a massa salarial das modalidades aumentou 1M€ seria interessante esclarecer na AG porque razão o basquetebol continua fora do clube, pois parece-me óbvio que houve dinheiro para o integrar e torná-lo bem mais profissional do que é actualmente (será essa uma das razões para tantas lesões?).

Cumprimentos.

De Anónimo a 25.09.2015 às 10:17

Não tenho dados suficientes para comentar a desistência, mas tenho bom-senso e pragmatismo q.b. para fazê-lo.
Em primeiro lugar, apesar das indesejadas derrotas terem acontecido com algum desnível no resultado, considerar uma copiosa derrota a uma diferença de 18 pontos de uma equipa que subiu de divisão, com um orçamento muito inferior, sem 5/6 atletas fundamentais, entre as quais as duas estrangeiras que reforçaram o plantel, e que defrontou apenas o campeão nacional em título, parece-me algo exagerado.
A outra derrota por 35, sim...é por números contundentes e copiosa, mas em nenhum dos casos tive acesso aos dados do jogo para saber das incidências.
Estou em crer que a desistência visa preservar o que resta de plantel, tendo em conta as competições que...essas sim, serão fundamentais para a época leonina. Dar minutos a atletas numa competição com um nível de exigência mais elevado que a 1ª divisão, correndo o risco de surgir mais alguma lesão e podendo lesar...isso sim, o nome do Sporting dada a escassez de recursos humanos, parece-me desncessário.
Posso até adiantar que, enquanto treinador da modalidade, já me aconteceu (e ao meu clube) ter que abdicar de uma competição nacional precisamente por não estarem reunidas as condições humanas para dignificar o clube. SL

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D