Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Basquetebol

por Trinco, em 24.05.16

Plantel-basquetebol-Sporting-2015-16.jpg

 

Vem hoje á tona algo que já se ia falando nos últimos dias. O Sporting decidiu suspender a equipa sénior feminina de Basquetebol.

 

Esta decisão tem tanto de surpreendente como de injusta e incompressível. Um projecto começado em 2012/2013 (e espero que não resida aqui a vertente politica e revanchista da decisão) no que equivale ao 3º escalão e que em 2015/16 chega à principal divisão competitiva nacional e lá se mantém, numa época difícil mas em que cumpre os seus objectivos, projectando uma época seguinte de consolidação e possivelmente de ataque à presença nas decisões finais do playoff. Uma equipa que merecia, como aconteceu ao hóquei no final da época de 2013/14 passar a ser assumida como oficial pelo Clube é assim desmantelada pelo próprio, nas suas acções e omissões.

 

Uma modalidade com história no Universo Leonino. Uma modalidade com 8 Campeonatos Nacionais e 5 Taças de Portugal em seniores masculinos. Uma modalidade que sempre se demonstrou lutadora, mesmo tendo passado por várias crises e renascimentos ao longo do seu historial.

 

Uma equipa com valor, com jogadoras de referencia a nível nacional e com Sportinguistas. Com Sportinguistas como a Cheila cuja exigência que fez para jogar pelo seu Clube de coração foi uma GameBox na Sul para ver o seu Clube de coração.

 

Um projecto que se imaginou auto-sustentado, baseado na formação (que espero se mantenha) e numa equipa feminina senior que servisse de referencial nos obectivos globais da secção, que foi levado a investir e a queimar etapas pelo Clube (que queria mais visibilidade) e que sofreu pressões politicas internas que resultaram num golpe palaciano, passando a ser gerido por pessoas sem grande experiencia mas de confiança do poder, tendo ainda assim e apesar da inexperiencia conseguido fazer a época dentro dos objectivos.

 

Uma equipa que no panorama alargado do orçamento do Clube, e logo num ano fortemente expansionista, custa pouco. Como custaria pouco mais projecta-la com capacidades reais de conquistar títulos nacionais.

 

Num ano em que se investiu forte numa espécie de sponsoring para o Ciclismo. Num ano que se investirá ainda mais forte nas modalidades próprias e no regresso do Futebol Feminino. Num ano em que se fala que até nos desportos virtuais (gaming) investiremos. Numa semana em que se festejam 140.000 sócios (sabe-se lá quantos pagantes...). Num ano em que a quotização prevista em orçamento atinge os quase €8.5M, num aumento de 16.2% em relação ao orçamentado na época anterior. Numa altura em que se aumenta a pressão na angariação de novos sócios (fazendo depender o sucesso do orçamento aprovado apenas dessa capacidade). Numa altura em que se constrói um pavilhão próprio (de lembrar que uma das razões para o romper com a anterior construtora foram exactamente as tabelas electromecânicas de basquetebol, sendo que a nova assumiu integralmente essa equipamentação).

 

E é nesta altura que se dá este sinal...

 

O basquetebol merecia que fossemos melhores!

 

E porque os nomes são para lembrar, mesmo que incomodos ou non-gratos aos olhos do status quo vigente, o meu agradecimento pelo esforço e pedido de desculpas pelo desfecho ao Edgar Vital, ao Jaime Brito da Torre, ao Juvenal Carvalho, ao Miguel Galvão, ao Jorge Patinho, ao Miguel Graciano, ao Carlos Rebelo Sousa, ao Raul Castanheira, ao João Almeida, ao Nelson Ferreira e à Lúcia Gomes

 

P.S. E do que sei, poderão não ficar por aqui as suspensões de modalidades ou equipas de modalidades

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30


11 comentários

De Zé do boné a 24.05.2016 às 14:01

Modalidade volta ao Clube já a partir da próxima época

"O Sporting Clube de Portugal vai passar a ter o basquetebol novamente como modalidade oficial, após esta ter sido extinta por referendo aos Sócios do Clube, em 1995. Com esta deliberação do Sporting Clube de Portugal irá ser criada a respectiva Secção, que englobará a vertente feminina e masculina já a partir da próxima época desportiva.

Numa primeira fase a Secção de Basquetebol vai ter apenas equipas dos escalões de formação (até sub-14) e posteriormente, através do crescimento orgânico, serão abertos progressivamente novos escalões até atingir os escalões competitivos mais elevados.

Com a criação da Secção de Basquetebol do Sporting Clube de Portugal é denunciado o protocolo até agora em vigor com a Associação Basquetebol SCP."

É disto que estás a falar no teu P.S.?

Pato!!!

De Trinco a 24.05.2016 às 14:07

Não, não era disso, mas se calhar depressa se perceberá do que era...
De qualquer maneira, comunicado só confirma o que está escrito e traz uma nuance ainda mais descabida que é o desperdício de uma geração (promissora) que agora ia progredir para os S16 e que assim se vê afastada do Clube.

Burro!!!

De Zé do boné a 24.05.2016 às 14:41

Do clube não, da associação, agora é que o clube vai voltar a ter a modalidade que foi extinta em 1995.

Pato!!!

De Trinco a 24.05.2016 às 14:46

Assim já é difícil...Quando se coisas parcelarmente e se opta por acreditar numa realidade paralela as coisas complicam-se.
Sim, a geração que agora sobe a S16 fica afastada do Clube (sendo que associação perde verdadeiramente a sua razão de existir ao ver o protocolo denunciado) pelo explicado no "comunicado" que afirma que "vai ter apenas equipas dos escalões de formação (até sub-14)". Assim, ficam de fora e sem equipa as seniores femininas e os que agora subiriam a s16

Ovelha!!!

De Zé do boné a 24.05.2016 às 15:11

Pois, pois, tu gostavas era de protocolos, era com associações, era com pavilhões, era com pavões.
A modalidade agora é do clube e só do clube, e não deixa de ser sintomático que para uma única secção feminina venhas agradecer o trabalho de quase 1 dúzia de gajos, aquilo devia dar cá uma trabalheira.
Na mama grande nunca mais voltam a tocar, mas é hilariante a preocupação com o secar das maminhas pequenas que ainda restam e o desespero com o desaparecimento dos últimos pingos de leite.
E o que tiver mais que ser suspenso, é porque não faz lá falta, isso te garanto.

Cabrito!!!

De Trinco a 24.05.2016 às 15:21

Ai gostava? Deve ter sido por isso que sempre fui contra o protocolo de Odivelas...Como também sempre fui pouco entusiasta de ter modalidades autónomas
O desconhecimento das coisas é legitimo. O fazer gala dele é...estúpido. As pessoas a quem agradeço são os membros dos OS que iniciaram a associação em 2012.
Nessa "mama grande" nunca toquei nem quero tocar, mas presumo que quem lá esteja, esteja a gostar. Nem tão pouco nas "maminhas pequenas". E se essa das "maminhas pequenas" é referencia à associação, chega a dar dó de tão descabida.
Suspenso queria eu que fosse a estupidez e a ignorância, mas pelo que vejo é modalidade em franca expansão.

Camelo!!!

De Zé do boné a 24.05.2016 às 15:41

Resumindo, és pouco entusiasta de modalidades autónomas e vens criticar o encerramento de uma delas e a consequente passagem da mesma para o clube, muito bem, sim senhor.
É caso então para se poder dizer que se fosse por ti isto já tinha sido feito à 2 anos.
E volto-te a perguntar, 12 gajos dos OS para criar uma secção de basket feminino? Vá lá não serem 20 ou 30...
Ah saudoso 2012, quando havia um copinho de leite morno para tantos.

Ótário.

De Trinco a 24.05.2016 às 15:52

Pouco entusiasta por sempre ter considerado que elas deveriam estar sempre dentro do Clube e geridas pelo Clube.
E não critiquei o encerramento. Mais uma vez, a capacidade de leitura a deixar muito a desejar. Critiquei o abandono de uma equipa seniores que cumpriu os seus objectivos em representação do Sporting e que se preparava para consolidar na 1ª divisão e do desperdício (não no post mas já nos comentários) de uma geração que agora passa a S16.
E não, não são "12 gajos dos OS para criar uma secção de basket feminino". São 12 pessoas que fizeram parte dos OS da criação da associação de Basquetebol (e até faltam, propositadamente lá dois). Sim, porque a associação para se formar estava formalmente obrigada a ter Corpos Sociais, nos termos da lei em vigor, com Direcção, Mesa da Assembleia Geral e Conselho Fiscal. É assim com todas. E nenhum ganhou um cêntimo com isso se é esse o teu próximo argumento.
Em 2012 (e antes, desde pelo menos 2002) andava eu a dar a cara contra quem lá estava!

Besta!

De comentador desportivo a 24.05.2016 às 23:23

"Pois, pois, tu gostavas era de protocolos, era com associações, era com pavilhões, era com pavões"

Protocolos, parcerias, vem á memória logo fundação.

Por falar em tachos, 10Mil por mês, lembra-te alguma coisa!?
Fora o resto por fora!

Não sei se és vasco, idiota útil, ou croquete, mas deixo-te um aviso, o circo está-se a acabar!

De passingame a 24.05.2016 às 21:50

É PÁ ISTO PARECE UM JARDIM ZOOLÓGICO....

De Sottomayor a 25.05.2016 às 02:02

Atendendo ao grau de burrice, esta frase "Suspenso queria eu que fosse a estupidez e a ignorância, mas pelo que vejo é modalidade em franca expansão." aplica-se de forma tão perfeita ao Zé do Boné... Se o Clube podia ser bem melhor sem carneiros? Podia, mas com este rumo directivo não seria a mesma coisa!

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D