Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A remuneração

por Trinco, em 09.09.15

recibo_verde.jpg

 

Do Relatório & Contas ontem publicado, resulta também uma proposta de aumento das remunerações dos 3 administradores executivos da SAD. Presidente e dois vogais. E não é um aumento qualquer. É um aumento substancial que mais que duplica o que até à data auferem.

Pessoalmente, nada tenho contra que os administradores executivos da SAD sejam remunerados. Bem remunerados até! Afinal, recaem sobre eles grandes responsabilidades decorrentes da sua função e do produto do seu trabalho.

Em condições normais, mesmo sendo acima da média do que é praticado, tendo em conta o sector de negócio em que se insere e as exigências de disponibilidade que lhes são exigidas, nem acharia os valores agora propostos ofensivos. Só que as condições não são normais. São condições que decorrem de uma profunda reestruturação, um enorme apertar de cinto, uma contenção que gerou uma significativa perda de quadros 8e alguns valiosos) e reduções salariais transversais ao universo do Clube. Um momento em que se vive com dificuldades para as mais pequenas despesas, até de funcionamento e mesmo no âmbito da SAD.

E mesmo comparando com as remunerações de anteriores administrações, em termos de bolo salarial, se verifica que existe uma grande convergência de valores.

Comparando a ultima administração do engº Lopes, verifica-se que os 3 administradores custavam à SAD cerca de €360k por ano (com uma parcela absurda a todos os níveis para o vogal Duque), fazendo a proposta apresentada ir esse custo fixo até perto dos €343k (contra os €171k de agora). Com o pormenor de no 1º caso não haver lugar a remunerações variáveis e neste caso as mesmas constarem da proposta.

E nem levo em conta, pois assim seria para ambos as partes da comparação, os custos de representação que já de si terão um peso significativo acrescido a estes custos.

Dirão que se trata de uma relação custo/beneficio ou custo/trabalho melhor que a que anteriormente existia...Concordo, mas não creio que a comparação deva ser feita apenas por esse prisma. Ser melhor que o mau, não faz de ninguém o melhor!

Nota 1: Presumo que o sentido de voto na AG da SAD que vá ponderar sobre esta proposta, do accionista SCP vá ser proposto a avaliação e votação da próxima AG do Clube, no fim do mês. Sendo aprovado, e nenhum sinal me leva a crer que assim não aconteça, terão sido, mais uma vez e como sempre os sócios a decidirem.

Nota 2: A comparação acima feita incide exclusivamente sobre os vencimentos dos administradores da SAD e não sobre os seus funcionários.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:59


2 comentários

De Profeta a 09.09.2015 às 14:56

A nível desportivo só ganhamos uma Taça e uma Supertaça. Vale o que vale... Será por isto?

A nível financeiro, estas contas record, podem ser desfeitas, e basta que para isso, o Sporting perca o caso doyen. Será por isto?

Bem ou mal, goste ou não se goste deste estilo presidencial, para já, em relação a Godinho Lopes e José Eduardo Bettencourt, há resultados desportivos\financeiros.

Mas, aumentar para mais do dobro, soa a exagero, e não fica bem... Se se aumentasse em 50% seria mais coerente, no final do mandato (daqui a outras 2 épocas) logo se veria se merecia ganhar mais, se fosse reeleito presidente...

Porque o que hoje é verdade, amanhã é mentira...

De Trinco a 09.09.2015 às 15:03

Não sei...A única justificação dada no R&C é:

"A remuneração dos membros executivos, proposta pela comissão de vencimentos tem em conta o benchmark salarial do sector, a especificidade e complexidade da própria actividade e, por outro, o mediatismo e exposição inerente às funções."

e

"A política de remuneração dos administradores executivos visa assegurar uma contrapartida adequada e rigorosa do desempenho e contribuição de cada administrador para o sucesso da Sporting SAD, designadamente na criação de valor para os accionistas e no crescimento real da Sociedade, privilegiando uma perspectiva de longo prazo e alinhando os interesses dos administradores executivos com os dos accionistas e da Sociedade.
As propostas de remuneração dos administradores executivos são elaboradas tendo em conta as funções desempenhadas, a responsabilidade e o valor acrescentado pelo desempenho individual, o conhecimento e a experiência acumulada no exercício da função e a situação económica da Empresa."

Caberá a cada um julgar a pertinência e justiça da proposta!

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D