Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A Grande Depressão

por Lizardo, em 14.12.15

Learning From History_Hays.JPG

 

Ontem foi dia de Alvalade. São já muitos os anos, e assim irá continuar a ser, e brevemente, será como há muitos anos, ir cedo para primeiro ir ao Pavilhão assistir às modalidades, almoçar Sporting, lanchar Sporting, jantar Sporting.

 

Felizmente, no Domingo ainda falei com muitos que se lembram destes tempos. Sócios que pouco se ouvem, mas existem e têm uma opinião muito própria sobre a realidade do nosso Sporting atual. A seu tempo, quando for hora de votar lá estarão para se fazerem ouvir, sem grandes comunicados ou outras chafurdices verbais.

Mas o que me leva a escrever hoje, depois de mais uma vitória sem contestação, e são já muitas as consecutivas, e ainda bem, é a forma como os Sócios e Adeptos do Sporting estão a ser tratados. E falo dos que vão ao Estádio e não vivem o Sporting do Facebook ou do balcão da Taverna.

Ontem foi um dia onde muitos assistimos a episódios vergonhosos em redor do nosso querido Estádio José Alvalade.

O clima era adverso, chovia, e muito. As Roullotes longe, cada vez mais contra o convívio dos Adeptos, que sempre, e há muitos anos e mesmo nos principais Dérbis e Classicos, se comportaram ao nível da nossa grandeza, sem problemas, estão quase na Faculdade de Ciências. Ontem todos perderam, o Clube, quem queria conviver, os comerciantes, o desporto em geral.

Mas se as Roullotes são um assunto para o Clube resolver com a Autarquia e a PSP, não deixa de ser vergonhoso o que se assistiu à entrada das mais diversas Portas. Hoje, tive já o cuidado de falar com vários amigos e praticamente todos partilharam situações semelhantes:

Um jogo contra o Moreirense, Domingo, pelas 18:15, várias famílias com filhos menores rasgaram bilhetes e partiram cartões de Sócio à entrada das Portas.

Chovia a potes, filas normais, mas muito atrasadas, completamente desadequado o controlo.

Na Porta 3 um funcionário do Clube sentiu-se obrigado a abandonar o local com medo de ver os ânimos exaltarem-se ainda mais. Gritavam duas famílias com vários filhos, alguns de colo, que a vergonha não tinha limites, e repito chovia a potes e faltavam mais de 40 minutos para começar o jogo.

No interior da Bancada, e aqui falo só da minha situação, a discussão mantinha-se, muito Sócio descontente com o “atraso de vida” que é entrar no Estádio José de Alvalade. Muitos diziam e muito triste me deixam quando ouço esta frase “para mim está-se a acabar, não tenho vida nem paciência para isto”.

Em suma, uma autentica vergonha para quem anda a enviar recados sobre o medievalismo do nosso futebol português, mas que na sua própria casa vive na idade da pedra.

Ontem foi uma vergonha em toda a escala, com a agravante de ser recorrente estes episódios. Não há justificação alguma para esta confusão.

É uma pena que o Sporting só seja “nosso” em ano de eleições, pois agora, quem vai ao estádio, passa fome, passa sede, passa frio, apanha chuva e se reclamar, quem sabe e como bónus ainda apanha uma cacetada de algum agente mais enervado.

E assim vamos andando, apontado o erro do vizinho e não olhando para os nossos sapatos rotos.

Esperamos que o novo ano traga uma nova organização, acho que todos merecemos, pelo menos os habituais 20, 25 mil que estão sempre presentes. O Sporting somos nós.

Respeitem-nos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:38


2 comentários

De João Cardoso a 14.12.2015 às 17:35

Caro Lizardo, primeiro ponto esses sócios que se refere são os mesmos que votaram nas eleições que elegeram Bettencourt, Godinho Lopes e outros?
Segundo, vejo-o aqui acusar o Presidente (o qual não estou mandatado para defender) de dividir os Sportinguistas, mas depois leio que afinal há Sportinguistas de "Facebook e de Taverna", pensei que só havia Sportinguistas.
Terceiro ponto, estive no Estádio e não presenciei nenhuma das situações que refere, mas não duvidando da sua palavra questiono se fez alguma sugestão/reclamação junto de quem de direito? Caso não tenha feito, utilizando palavras suas, não passa de um "Sportinguista de Facebook".

SL, e que o Sporting vá ganhando para podermos continuar a assistir ao seu destilar de ódio semanal.

PS: O Marco Silva ganhou outra vez, nem tudo lhe corre mal...

Assinado: João Cardoso, sócio 86081 (desde o tempo do Bettencourt), adepto de estádio, taverna e facebook entre outros.

De Tiago a 16.12.2015 às 10:27

Não é díficil perceber que tudo o que aqui está escrito é mentira.

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D