Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Peixeirada

por Lizardo, em 18.01.16

514_001.jpg

 

 

Mais uma Assembleia Geral, mais um one man show.

 

Gostava de saber a média de idades e os anos de sócio da maioria que esteve presente no passado Sábado. Duzentas e poucas pessoas não são de todo uma amostragem muito feliz para um Clube com mais de 100.000 sócios.

 

A não comparência de um grupo de Sócios que nos últimos anos sempre disseram presente revela que o ambiente não está de todo saudável e conivente com o tom e a forma como se está a gerir este Sporting. O ambiente criado antes da AG também não foi de todo aceitável. Ameaças, trocas de palavras sem classe e sem nível, não podem ser sistema. O Sporting é muito maior que estes climas.

 

Durante a AG mais um monólogo digno de envergonhar qualquer Sócio desta grande instituição que é o Sporting Clube de Portugal. Continuar com o dialogo sobre Sócios bons e Sócios maus não lembra ao mais ignorante adepto, quanto mais a um Presidente que se autointitula sem medo. Mais uma nódoa no pano já de si conspurcado que é este Sporting dos últimos tempos.

 

Rui Barreiro foi “convidado” a aparecer e a afirmar olhos nos olhos as suas aflições. O ambiente que foi criado, propositadamente, foi exatamente ao encontro do que se pretendia, ou seja, a sua ausência. Ninguém com educação ou no seu perfeito juízo iria cair na armadilha de entrar na toca do lobo. O truque dos rebuçados e das migalhas até à casa dos doces só resulta com a malta mais nova.

 

Rui Barreiro afirma que “as minhas críticas ao BC foram inicialmente feitas em reunião a propósito do despedimento de Marco Silva em dezembro e das declarações do Zé Eduardo que ficaram sem resposta do órgãos sociais ( normal porque foram encomendadas pelo BC), a partir daí passei a ser o inimigo. Nunca respondeu a mails ou chamadas e passei a criticar publicamente, o que considero legítimo. Nunca cavalguei os maus momentos, aliás, recentemente, quando falei ganhamos ao slb e ao fcp! Mas eu sei que para além das mentiras sobre a minha vida pessoal, profissional e política e dos assassinatos de carácter que me fazem e irão continuar a fazer o principal objetivo é calarem-me. Confesso que não gosto deste desgaste mas não sou de virar a cara à luta.”

 

Aguardamos todos então um debate, um frente a frente que é atualmente obrigatório para esclarecer todos os Associados.

 

 

Afinal a transparência é uma das bandeiras desta direção e acredito piamente que vamos mesmo ter debate. Cobardia não é termo para Sportinguistas.

 

Em conclusão é tempo de começar a aplicar todos os esforços no apoio à nossa equipa. Jogámos muito mal na primeira parte contra o Braga e na passada sexta-feira fomos uma sombra da equipa que já provámos ser. A inclusão de Bruno César é um problema. Quando foi necessário, como sempre, recorreu-se à formação para apagar os fogos, Gelson ou Matheus, e subitamente chega um jogador que vem receber mais que estes dois jovens, ganha o lugar e não produz, sendo necessário recorrer aos mesmos quando é preciso ganhar jogos. A formação tem peso no balneário. Só pode achar que não o tem quem não conhece a realidade do Sporting ou do futebol.

 

Agora vamos a Paços de Ferreira onde temos por hábito sentir muitas dificuldades. Em caso de derrota podemos ver o rival da Capital galgar para primeiro lugar e quem sabe recebe-los em Alvalade nesse prisma. Algo que por sistema, Jesus tem também por hábito falhar nos momentos decisivos. E ver Jesus ajoelhar depois de toda a guerrilha entre os treinadores e as duas Direções, seria o afirmar quase inevitável de perder mais uma batalha e quem sabe perder a guerra desta época.

 

Já aborrece pedir paz e serenidade. Pois o conflito tem origem interna. Fantasmas e mais fantasmas, camaras de vídeo vigilância e outros mecanismos à Big Brother não podem disfarçar a principal lacuna da gestão corrente, a forma e o tom de um Presidente que parece não compreender a Grandeza e a Responsabilidade de ser uma referência de um Clube tão grande como os maiores da Europa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:42


4 comentários

De Profeta a 18.01.2016 às 11:13

Não acredito que o Bruno de Carvalho aceite ir a um debate. Ele tem a noção que é um intruja, e que num debate pode ser desmascarado...

A equipa do Sporting, precisa de... Carrillo. Sem os jovens Gelson e Matheus, não temos nenhum extremo. Jogamos apenas e só com médios-interiores, e contra equipas que jogam fechadas, é uma aflição. Até ao momento, há excepção do Paços de Ferreira, perdemos pontos com equipas que lutam por não descer, ao mesmo tempo que ganhamos a Benfica, Porto, e Braga.

Só um cego não vê, que Bruno de Carvalho continua a atrapalhar a equipa, tal como no tempo do Jardim e do Marco Silva.

De Leão Zargo a 18.01.2016 às 18:12

Lizardo
Nos dias que antecederam a AG, Bruno de Carvalho fartou-se deitar gasolina para a fogueira para ver se incendiava os ânimos e conseguia uma boa assistência. Aconteceu o contrário. Muitos desistiram de ir assistir a um show com hora marcada por há muitos anos saberem o que a casa gasta.
Mas, o pior foi que inúmeros “crentes” nem apareceram para a missa. Isso desatinou quem se julga dono da bola e o melhor que conseguiu foi que a AG fique na História do Sporting como o momento em que ele clamou pela revisão do perfil do sócio sportinguista. Daqui a anos é disso que falaremos.

De PETER a 18.01.2016 às 19:26

DE SPORTINGUISTAS. NADA TEM ESTE BLOGUE E SEUS AUTORES.

O TEMPO DOS CROQUETES COMILOES E MODERADOS QUE LEVARAM CLUBE A FALENCIA JA LA VAI...
TEMPO DE IR A LUTA E SER GRANDE NOVAMENTE..

De comentador desportivo a 22.01.2016 às 15:41

Por falar em "CROQUETES COMILOES "
sabes quanto é que já mamou o comilão mór á custa do clube?
E o resto da croquetada que ele trouxe para lá, quanto é que já pôs ao bolso?

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D