Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bombeiros e incendiários

por O 6º Violino, em 28.03.17

uid_147fcbd6d9b_640_0.jpg

Já muito foi dito e escrito sobre alguns factos que se passaram no último sábado no Estádio da Luz a propósito do jogo da selecção nacional com a congénere húngara.

Friso desde já que sou completamente contra todo o tipo de ofensa física gratuita. Mas também não lido bem com a ofensa verbal "só porque sim".

De uma coisa estaremos todos de acordo. O ambiente do futebol português nunca esteve tão mau.

E se as coisas entre adeptos sempre foram resolvidas em conversas de café e de trabalho, grave é ver os dirigentes do futebol português a matarem o seu próprio negócio.

De algumas décadas a esta parte assistimos a alianças mais ou menos óbvias entre dois dos três crónicos candidatos ao titulo. Na prática quem vai na frente enfrenta sempre uma aliança "bicéfala" dos dois que vão atrás. Até aqui nada de novo.

Mesmo nos anos dos títulos (poucos) ganhos pelo Sporting, o ambiente nunca atingiu tais proporções. 

Em 2013 Azevedo de Carvalho vence as eleições e assume a ruptura com um passado que se dizia cinzento (em grande parte verdadeiro) e demasiado passivo do Sporting relativamente aos restantes rivais pelo titulo.

Mas nem sempre isto foi verdade. Dias da Cunha e Soares Franco assumiram a ruptura com o sistema vigente e souberam romper com falsas alianças. Não preciso recordar quem denunciou os rostos do "sistema". Nem quero voltar mais atrás e falar de Santana Lopes aquando da história do "Canal Caveira". Até Godinho Lopes (ou Paulo Pereira Cristovão) assumiram um "bater de porta" aquando do celebre "incêndio" da Luz. É preciso ir a Sousa Cintra para falar nos casos de Paulo Sousa e Pacheco?

A história das alianças e cortes de relações é tudo menos novidade. A única novidade é o baixar de nível a que chegámos. Não trazemos os outros dois para cima. Afundamos-nos no que de mais baixo existe no futebol. Interna e externamente.

Vejo de forma incrédula a surpresa da recepção a Marta Soares, Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting. E porquê?

Os sócios do Sporting aprovaram, na sua maioria, a continuação de uma actuação belicista por parte de Azevedo de Carvalho.

Os sócios do Sporting não se podem mostrar indignados do efeito "boomerang" dessa actuação.

Os sócios do Sporting que aprovaram este estado de coisas não sabem os nomes dos Presidentes de Assembleia Geral dos outros rivais. Não dá que pensar que este Marta Soares tem demasiado palco e protagonismo, e ao ser caixa de ressonância do presidente se mete a jeito?

Este tipo de protagonismo até parece que dá jeito para disfarçar a pobreza franciscana de uma temporada futebolística desastrosa em que se gastou dinheiro como nunca.

Este protagonismo que faz com que figuras como Azevedo, Saraiva, Pina, os Eduardos, o Dias Ferreira, recentemente o Fernando Mendes, entre outros, sejam portadores de "latas de gasolina" para apagar incêndios? Sim, são todos cor-responsáveis, juntamente com os Guerras, o Gil e os Orelhas cá do burgo. Chafurdam todos na mesma lama que lhes dá de comer. Ninguém é vitima deste estado actual do futebol.

Alguém se preocupa com as familias que vão aos jogos? Acham mesmo que basta tratarem as pessoas como gado às entradas dos estádios para fazerem revistas em que ficam as bolachas à porta e passam os petardos?

É este o futebol preconizado por esta gente? 

O que eu sei é que é este o estado de coisas que lhes dá imenso jeito. Já reparar que a defesa do Sporting tem mais golos sofridos do que os outros dois rivais juntos, "tá quieto".

Mudando de agulha. Em Arouca os adeptos do Sporting vão pagar 25 euros. O presidente vai fugir para Angola nesse dia. Pura coincidência, claro.

Com o Benfica, os sócios do Sporting vão pagar no mínimo 35 euros, os que não têm gameboxe. Como diria o pateta presidente do Setúbal, quem é o "abono de família" de quem?

Nota breve e final para as claques. A da selecção foi criada para ganhar umas massas, como as outras. No fundo são todos amigos e vendem bilhetes entre elas, mesmo nos jogos em que são todos intervenientes. Não foi assim que há pouco tempo entraram cerca de 300 "casuais" do Benfica para a central de Alvalade num Sporting-Benfica?

SL

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:06

Os limites

por Trinco, em 22.03.17

infinito.jpg

 

Num misto de falta de disponibilidade e falta de pachorra para este Sporting, tenho-me higienicamente afastado de abordar o que vou entrelendo e entreouvindo nas noticias.

 

Isso não é contudo suficiente para me impedir de perceber que os limites continuam a ser pulverizados. Foram os desportivos, foram os da fabulação, foram os da lábia, foram os do enxovalho e agora são os do disparate (vamos lá usar um adjectivo mais redondinho para não ferir susceptibilidades)

 

Da distante Costa Rica, onde inaugura mais uma academia numa cidade com uma população que não enche o nosso Estádio, Azevedo de Carvalho disse:

 

Desde que aqui cheguei que já ganhei dois pontos face aos rivais, por isso tenho de ficar mais duas semanas para chegar a outra classificação

 

Ou seja, Azevedo de Carvalho ganha pontos, o Sporting perde-os. Fica-se também a saber que os jogos com Arouca e Boavista poderão não valer os normais 3 pontos.

 

Não contente, afirmou ainda:

 

Em 110 anos não vi um presidente preocupado com a nossa identidade

 

Ou seja, os fundadores e todo o passado de glória é, mais uma vez, esmagado perante a presença de tão grande vulto Sportinguista, guardião e patrono de toda a essência fundamental e reinventada do Clube. Um pouco, um pouco não, muito, muito mais decoro por favor.

 

Por cá, embalado porventura pela narrativa da 1ª citação, um avençadus superioris (que difere do avençadus regularis por ter acesso a determinados círculos mais reservados de briefing) com tempo de antena no canal do Clube, onde, protegido e despudoradamente funciona como caixa de ressonância e correia de transmissão das mensagens dos seus superiores, acusa de forma falsa e grave, sem que até agora se tenha retractado, terceiros, com aliás também faz num blog igualmente patrocinado e onde exerce as mesmas exactas directivas, consegue com cara angelical dizer que:

 

Este campeonato ainda falta muito para decidir e eu, apesar de estarmos a 10 pontos da liderança, ainda alimento uma pontinha de esperança...e o que me faz alimentar a esperança é que sinto que estamos a crescer em rendimento.

 

Já outro avençadus, neste caso um avençadus supremus, que exerce papel de relevo na estrutura do Clube, resolve baralhar o profissional com o pessoal e recusando o mandato, assume as dores e oferece-se para o frete de responder a (...drumroll please...) cronistas sociais. Que se alimentam exactamente destas questiúnculas inúteis. No fundo, inter pares, um troll a alimentar outros trolls.

 

Como se não bastasse, e até prévio a isto tudo, os responsáveis do Sporting, após terem publicamente entregue o titulo de campeão das queixinhas ao rival, resolvem reagir a um comunicado deste com (...drumroll again, please...) uma queixa.

 

A conversa da citação do Einstein que Azevedo de Carvalho tanto gosta? Pois...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

As eleições 2021 e as VMOCs

por Trinco, em 16.03.17

11173691-Different-euro-banknotes-and-coins-Stock-

 

Pelo começo...

Ontem Azevedo de Carvalho foi empossado no seu 2º mandato que se estenderá até Março de 2021. No discurso de investidura, além das promessas de campeonatos

...o mais importante é sermos campeões nacionais e não apenas uma só vez nos próximos quatro anos...


algumas pós-verdades

...os títulos conquistados nos últimos quatro anos, que superam a média dos últimos 50...

 

e realidades paralelas

...vamos manter e reforçar a aposta na formação...

 

 

falando sobre a problemática das VMOCs, afirmou desde já a sua recandidatura

...vamos reforçar a nossa conta reserva para que seja possível no próximo mandato - repito, no próximo mandato, é que eu já estou neste - recuperar as VMOCS necessárias para garantir a manutenção desta maioria de capital...

 

Assim, que fique bem claro quem deu o tiro de partida para um a disputa eleitoral a 4 anos de distancia e que ninguém se queixe que eventuais alternativas se comecem a preparar e que não fiquem silenciosas.

 

Mas sobre as VMOCs, algo que veio à baila na ultima semana de campanha das passadas eleições o qual eu, por manifesta falta de tempo, não abordei convém registar alguns comentários.

 

Com a publicação do R&C semestral, foi sabido e plantado na Comunicação Social a existência de contas reserva para o efeito, afirmando-se de maneira criativa na escrita que até Junho seria possível esta ter €10M, necessários para comprar 32% das VMOCs (afirmados como necessários para garantir o Capital da SAD - na realidade seriam 32% do lote de VMOCs necessários para garantir o mesmo capital), falando depois de um prazo de 8 anos para comprar o restante (os tais 68% do mesmo lote)

 

Acontece que, estas contas, que rondam neste momento os €3.1M, em 6 meses cresceram €0.7M, sendo que é suposto acreditar que nos 6 meses seguintes crescerão cerca de €7M. Mesmo com os desfasamentos dos fluxos de caixa, é algo demasiado optimista.

 

Por extrapolação de valores, ficou-se também a saber que o valor considerado para a manutenção da maioria do capital da SAD é de €31.25M (considerando o valor das acções para o calculo que é de aproximadamente €0.63), sendo importante no entanto perceber e lembrar a contingência deste valor (que pode ser artificialmente volatilizado) para o calculo de algo que pode ser na realidade de €44M.

 

Outro facto interessante é o de estas reservas estarem nas contas da SAD, sendo que quem tem o opção sobre as VMOCs é o Clube.

 

Mas há mais nas VMOCs. É que existem as VMOCs A, no valor de €55M, que vencem no mesmo prazo (após o seu prolongamento) que as VMOCs B e que podem obrigar até à sua compra total (são desconhecidos os termos do eventual direito de preferência) ou no melhor cenário €27M. Ou seja, em 2026, poderá ser necessário o Clube (e friso o Clube, pois não é factor sem importância ser este a deter o direito de preferência) ter perto de €60M para garantir a maioria do capital da SAD.

 

E existe a possibilidade da emissão de novo lote de VMOCs, conforme previsto na reestruturação para absorver as A, sendo no entanto de assinalar que a sua autorização foi dada em determinados pressupostos que pessoalmente me parecem ultrapassados, sendo necessária nova aprovação caso se enverede por esta via para não falar da data limite do seu lançamento a Janeiro de 2016.

 

Caso ainda assim, os sócios (e posteriormente os accionistas) aprovem nova emissão de VMOCs, as VMOCs C para absorver as A em 2026, estaremos mais 10 anos (o prazo previsível) com a espada das VMOCs na cabeça pelo seu prazo de validade, sendo que, tal como agora acontece, todos os Dezembros, só o cumprimento de outras obrigações paralelas, como a cativação de percentagens de algumas receitas e a definição de valores mínimos a disponibilizar para o pagamento da divida (e a pouca vontade da banca entrar no capital social da SAD) evitará a "decapitação" antecipada.

 

Ou seja, nem os pressupostos das contas reservas são suficientes, nem muito provavelmente deixaremos de estar, daqui a 9 anos, nas mãos da banca e dos credores. O que mudou mesmo?...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:41

O investidor dos 18 Milhões

por Trinco, em 12.03.17

img_770x433$2015_03_12_07_01_00_943227.jpg

Foto: luís manuel neves/Record

 

 

Há dois anos a comunicação do Clube passava que

 

Sem confirmar… nem desmentir que o investimento de 12,65 milhões de euros na recuperação de passes ao fundo da ESAF (entre eles, 40% de William Carvalho) está relacionado com a entrada de um novo investidor na SAD, o Sporting reafirma que esse é um dado adquirido, conforme aliás foi prometido no plano de reestruturação (e reiterado na AG de janeiro). “A questão dos investidores está cumprida. Serão os 18 milhões de euros projetados”, garantiu ontem um porta-voz do clube, sem revelar a origem do investimento. “Deixará de ser omisso quando entrar para o capital”, acrescentou.
in http://www.record.pt

 

A Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Sporting reafirmou esta quarta-feira, 11 de março, que deverá conhecer um investidor em breve. Uma entrada que deverá corresponder a um aumento de capital de 18 milhões, adiantou fonte leonina num encontro promovido com os jornalistas. O novo acionista passará a deter mais de um quinto da capital da SAD.
A seguir Vice do Sporting: "Queremos ser a primeira SAD a distribuir dividendos" Mais vistas Com o novo investidor, cuja identidade não foi referida por uma questão de confidencialidade, o capital social da SAD dos “leões” passará de 67 para 85 milhões de euros, cumprindo mais uma etapa do plano de reestruturação do clube liderado por Bruno de Carvalho.
in https://www.dinheirovivo.pt

 

Até este momento zero de informação e muito menos de realidade nesse "dado adquirido"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:18

Colinho

por O 6º Violino, em 06.03.17

16806941_1604437512907442_1454097090307704589_n.jp

 No rescaldo eleitoral, apenas quero deixar algumas notas sobre o mesmo.

1- Foi bonito ver a excelente participação dos associados do Sporting. As longas filas de espera mostram o amadorismo com que se trabalha naquela casa. Não havia possibilidade de mais mesas para acreditação e uma forma moderna de consulta aos cadernos aquando da mesma?

2- A participação foi superior à eleição de Jorge Gonçalves. Números incomparáveis, porque o voto por correspondência, à altura, não existia. Mas um pouco de propaganda faz sempre bem.

3- De um universo de 154.000 sócios, votaram cerca de 18.700.

4- Azevedo de Carvalho registou números parecidos com Jorge Gonçalves, Sousa Cintra e JEB, qual deles o mais populista e com os resultados conhecidos. Os mesmos associados que votaram nestas 3 figuras, deram um voto de confiança ao figurão.

5- Os sócios escolheram, há que respeitar, em nome da democracia.

6- Há cerca de uma semana escrevi que PMR era uma fraca alternativa, e assim se confirmou. Fica a lição.

7- Estes resultados também são culpa de uma série de pessoas que se julga "sebastianista" e reserva moral, mas que nada têm feito pelo Clube. Esconderam-se à espera que a carne "Azevediana" apodreça. Volto a enfatizar a coragem de PMR.

8- O discurso de vitória de Azevedo de Carvalho é uma lição para aqueles que ainda sonham que a sua postura alguma vez irá mudar. De conteúdo zero. Repete a mesma lengalenga das 24 sobre 24 horas (fora o facebook), juras de amor, como se isso não fosse comum a qualquer Sportinguista, entre a ordinarice habitual, a juntar às nádegas,às bufas,aos pontapés no traseiro de um árbitro, só para não ir mais longe.

9- Azevedo ainda não percebeu que não é o Sporting, e pelos vistos muitos associados também não.

10- Azevedo de Carvalho continua a envergonhar os sócios que ainda têm vergonha na cara, e não se revêm nestes discursos patéticos e estapafúrdios.

11- Como disse um dia Nani, "quem não sabe ganhar, não sabe perder".

SL

Nota: a foto de ilustração foi retirada da página pessoal de Isabel Dias Gomes, e serve para mostrar a volatilidade do associativismo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Bardamerda

por Trinco, em 05.03.17

socios2.jpg

 

Está decidido!

 

Os sócios mobilizaram-se na maior votação de sempre e manifestaram-se de forma inequívoca e expressiva.

 

Escolheram o rumo e o timoneiro. São, somos, todos soberanos e responsáveis pela escolha. E com ela teremos que viver, para o bem e para o mal. Todos!

 

Não se espere no entanto, estados de graça, margens de manobra, cheques em branco e períodos de paz podre. A exigência será a mesma. Tem que ser, porque (ainda) somos o Sporting Clube de Portugal.

 

E ao "Bardamerda para todos aqueles que não são do Sporting Clube de Portugal" ontem proferido, acrescento convictamente o Bardamerda para todos os que não sabem o que é ser e representar o Sporting Clube de Portugal! Válido para todos também!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:09

A classe

por Trinco, em 03.03.17

...ou falta dela!

(apenas dois exemplos da nossa caixa de comentários que por questões óbvias não serão aprovados mas que merecem ser expostos de outra forma)

Imagem 005.png

 

P.S. E ainda temos conhecimento de ameaças veladas de agressões a pessoas que se afirmam contra o actual presidente e o actual rumo caso sejam vistas em Alvalade a exercer os seus direitos amanhã (que por questões óbvias de protecção às mesmas não revelaremos)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:04

Merdas

por Lizardo, em 02.03.17

688924-7.jpg

 

 

Pois é, tenho feito um esforço para que neste período eleitoral o ruído fosse o menor possível e que existisse o maior dos focos no que realmente interessa: O Sporting, o seu presente e o seu futuro.

Infelizmente, não se debateu rigorosamente nada sobre qualquer assunto pertinente e fraturante. Seja qual dos candidatos o vencedor no próximo dia quatro, o Sporting já perdeu.

Mas se o nível baixo e até o ridículo não é de todo surpresa, afinal, foi esse o nível dos últimos quatro anos, não posso deixar de assumir a minha surpresa em relação à forma como a plateia leonina reagiu, catalogou, apontou e caluniou os seus pares, Adeptos e Sócios do Sporting Clube de Portugal.

E é sobre essa surpresa, sobre factos, atos, comportamentos e vários episódios que nasce o texto de hoje e a necessidade de o escrever a poucas horas das eleições.


Ora vejamos, quem presta no Sporting?

O Presidente é uma merda, dizem os opositores. Com a merda do atual Presidente existe uma pocilga de gente que chafurda diariamente, desde rapazes e outros yes mans que por lá ganham uns tostões para meter comida na mesa. Curioso que desta merda de gente há quem tenha moral desmedida nas redes sociais a defender esta merda de presente, mas depois de tornados públicos os Cadernos Eleitorais, pufff, que merda, a grande maioria desta merda de gente ou não existe ou não é Sócio. E um dia aqui faremos essa análise sobre essa merdice.

Por outro lado há os merdas do Pedro Madeira. Pedro Madeira é uma merda. Impreparado, aventureiro, com uma campanha pior que as maiores merdas de sempre, com uma lista plena de merdas que foram merdas bem próximas do Presidente de merda atual. O Mandatário da campanha é uma merda sem explicação, o seu Programa uma merda sem sentido e para cúmulo das merdas todas que já aconteceram, Pedro Madeira, o merdas, foi buscar um Boloni que é uma valente merda e um treinador que foi uma merda por todo o lado onde passou. Não há merda que se aproveite, a começar no apoio do Severino e a acabar na merda de debate que fez na Sporting TV.

Sporting TV essa que é uma merda sem precedentes. Nunca se viu merda tão amadora e tão dominada pela merda do sistema do Carvalho. Um só debate, que foi uma merda, com um conteúdo de merda, uma moderação merdosa e sem retorno algum. Mas a maior merda de todas foi o constante tempo de antena oferecido ao atual Presidente de merda, todos os seus discursos mereceram um direto, já o merdas do Madeira nem vê-lo ou ouvi-lo. Uma merda isto tudo.

 

Entre tanta merda, a merda do vídeo do Ricciardi e do Sikander, dois merdas que estão na merdosa Comissão de Honra do Presidente de merda e nas Listas para a merda do Conselho Leonino, um ninho de merdosos croquetes que voltam à merda de ontem sempre quiseram estar apesar de andarem constantemente a cuspir no prato/croquete que comeram.

 

Entre tanta merda de gente e de episódios não é de estranhar a nossa classificação de merda, não é de estranhar que existam muitas dúbias e complicadas dúvidas nas nossas contas, que a merda das despesas subiu para valores de gritar “que merda é esta?”.

Éisto, na merda, estamos na merda. Por muito que nos custe a assumir, é este o nosso estado atual. Fui, Sou e Sempre serei do Grande Sporting Clube de Portugal. Já superámos tantas tempestades, não serão uns merdas e mais uns episódios de merda que nos vão diminuir. Estamos doentes, feridos com gravidade, hipnotizados, crentes nas impossibilidades que se prometem.

Com tanta merda extra-Sporting nas nossas vidas, são as merdas do Sporting que nos custam mais. Porque o Sporting é nosso, pelo menos enquanto o verdadeiro Governo Sombra não conseguir levar avante a golpada que tem desenhada para o nosso grande amor.

Merda pá!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:31

De pinote

por O 6º Violino, em 01.03.17

17016004_10212354459002523_6831459306894876414_o.j

Quiz das cinzas

 

É este o rapaz que frequentava reuniões da oposição no restaurante Império até lhe ser oferecido um cargo remunerado, primeiro na Sporting TV e depois na TVI?

É este rapaz que acha que as Assembleias Gerais nada valem, e depois desafia os outros a expressarem-se nas mesmas?

Quo vadis, Sporting?

 

SL

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:47

Quatro substantivos

por Trinco, em 01.03.17

0e5582366_1477946107_words-have-power.jpg

 

...que definem estas eleições (cronologicamente até):
(todas as definições a partir do Dicio: Dicionário Online de Português)

 

Sincretismo

s.m.
Junção ou mistura de cultos ou de doutrinas religiosas distintas, atribuindo um novo sentido aos seus elementos: sincretismo religioso.
Fusão de filosofias, de ideologias, de sistemas sociais ou de elementos culturais diverso: sincretismo social.
Síntese de elementos diferentes que possuem sua origem em pontos de vista, teorias filosóficas ou visões de mundo distintas.
Semelhança morfológica entre duas unidades linguísticas de funções diferentes.

Sinónimos de Sincretismo: ecletismo, fusão, junção, mistura

 

Mediocridade

s.f.
Característica, particularidade ou estado do que é medíocre; mediocrismo.
Circunstância compreendida entre a abundância e a pobreza; modéstia.
Que não possui valor; desprovido de mérito; pequenez: mediocridade de ideias; a mediocridade daquele texto mal escrito.
Indivíduo ou várias pessoas que não possuem talento; medíocres: algumas pessoas famosas apresentam mediocridade.

Sinónimos de Mediocridade: Mediocridade é sinonimo de: exiguidade, mediania, mediocrismo, pequenez, modéstia

 

Vacuidade

s.f.
Estado ou qualidade de vazio.
Vaidade, presunção.

Sinónimos de Vacuidade: fatuidade, inanidade, vaidade

 

Desesperança

s.f.
Ausência ou falta de esperança; descrença ou desilusão.
Circunstância de quem está ou se encontra em desespero (sem esperança).

Sinónimos de Desesperança: desanimo, descrença, desespero, desengano, desilusão

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:13


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Sobre o Sporting, com verdade, exigência e espírito critico. Sem reverencias nem paciência para seitas!






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D